22 de nov de 2012

Deloitte: OE piorará economia nacional

 Orçamento do Estado  piorará economia nacional -22-11-2012
  
             
As medidas apresentadas na proposta de Orçamento do Estado para 2013 vão piorar a situação económica do país. Esta é a opinião de 75% dos participantes no “Estudo de Opinião OE 2013” da Deloitte que analisa, a percepção dos portugueses sobre o documento.
Perspectivando 2013, nem os jovens estão optimistas neste estudo perante as propostas para o próximo ano, uma viragem face aos resultados do estudo do ano passado – altura em que 55% dos inquiridos consideravam que as medidas do OE iriam melhorar ou deixar o país na mesma.
Agora, 59% considera, que as medidas apresentadas vão muito para além do que seria necessário dado o estado da economia.
As famílias mais pobres serão as mais afectadas seguido da classe média e as famílias sem distinção de classe. Quando questionados sobre a situação financeira do seu agregado familiar, 91% considera que vai agravar-se, com 58% a considerar também que o seu rendimento disponível será afectado em larga escala.
Deloitte-2Uma das medidas analisadas mais de perto por este estudo é o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares. Face às alterações previstas para 2013 no que respeita à rubrica IRS 53% admite que o seu rendimento anual disponível vai diminuir em mais de 10%. A alteração dos escalões, seguida da sobretaxa extraordinária de 4% e do aumento das taxas marginais do imposto são as modificações com que terão maior impacte no rendimento disponível. Ainda no âmbito do IRS, as limitações à dedutibilidade das despesas vão contribuir para a fuga aos impostos, na opinião de 87% dos inquiridos.
No que diz respeito a outras medidas, 36% dos inquiridos entende que o OE 2013 deveria contemplar ainda medidas de apoio à competitividade da generalidade das empresas e 15% entende que deveria contemplar os incentivos fiscais à atracção de investimento estrangeiro directo.
Nesta área que diz respeito ao impacto do OE no tecido empresarial, o estudo da Deloitte avança que 62% os inquiridos acredita que o aumento dos impostos sobre as empresas pode colocar seriamente em risco o emprego em geral.
matéria extraida do portal Opção Turismo de Portugal

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger