30 de ago de 2013

Conferência sobre o Desenvolvimento Sustentável do Turismo em Ilhas-OMT, será na França entre 11 a 13 de setembro



O turismo é uma das principais atividades econômicas em ilhas e, portanto, uma fonte essencial de oportunidades de emprego, de sustento e crescimento inclusivo para estes destinos. Para Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDS), o turismo internacional tem um significado especial e, muitas vezes representa uma importante fonte de divisas, enquanto que ao mesmo tempo está sujeito a vulnerabilidades sociais, econômicos e ambientais específicos.


A Conferência irá abordar uma série de questões relevantes para destinos insulares, da competitividade e as perspectivas de sustentabilidade, identificando desafios e vulnerabilidades e exemplos de ações relevantes específicos. A Conferência também será uma oportunidade para compartilhar com a comunidade internacional, em nível ministerial e de especialistas, além de conhecimentos e lições aprendidas para o turismo em SIDS e outras ilhas. O progresso dos esforços internacionais que visam reforçar o desenvolvimento sustentável do turismo, tendo em conta a sua situação particular, também será revista.
Como uma agência especializada das Nações Unidas, a Organização Mundial do Turismo foi contratado, junto com uma série de parceiros, em iniciativas que vão desde a redução da pobreza ea recuperação econômica às mudanças climáticas, biodiversidade e ecoturismo, que visa promover a conscientização do papel do turismo no desenvolvimento sustentável , abordando as necessidades especiais de SIDS. Isso inclui a produção e divulgação do relatório Desafios e Oportunidades para o Turismo em Pequenas Ilhas OMT Estados em desenvolvimento lançados por ocasião da Conferência RIO +20.
Esta conferência internacional deverá contribuir para fortalecer o desenvolvimento do turismo em ilhas, como uma das opções mais promissoras para o crescimento e desenvolvimento econômico, se planejadas e geridas de acordo com os princípios da sustentabilidade
As conclusões da Conferência servirá como orientação para as autoridades nacionais e destinos turísticos relevantes, bem como para a comunidade internacional como um contributo para a Terceira Conferência Internacional sobre SIDS, programado para reunir em setembro de 2014, em Samoa, e chamou pelo United Nações como um acompanhamento para a Conferência Rio +20.
Do Editor - Pelas informações obtidas no programa oficial do evento, é estranho a ausencia de qualquer palestrante brasileiro e olhem, que em termos de ilhas, sejam oceanaicas ou fluviais temos uma boa relação. Cito-  Ilha da Restinga  PB, dos Marinheiros RS, de São Luis (Upam-Açu) MA, Mel e Valadares PR, Ilha Comprida, de Santo Amaro, São Vicente, Ilhabela SP. Grande RJ, Vitória ES,  Bananal TO, Fernando de Noronha PE, do Marajó com 40.100 km2 PA, Santa Catarina SC. Maracá RR, Itamaracá PE e Itaparica, Comandatuba, Boipeba, Tinharé e Itaparica BA. Mesmo sendo o evento voltado para Estados Insulares Pequenos em Desenvolvimento, deixar o a experiencia e a importancia de nossas ilhas é pelo menos estranho, tanto pelo lado da OMT e Governo Frances e também do nosso Ministério do Turismo. Caso esteja errado, e quero ealmente estar errado, qualquer informação sobre o assunto, estarei aberto a divulgação.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger