1 de out de 2013

Miopia macro economica do governador do PSDB do Paraná, ao querer extinguir a Secretaria Estadual de Turismo


As entidades de turismo do Paraná se uniram para protestar contra a decisão do governador Beto Richa de extinguir a Secretaria de Turismo do Estado


"Curitiba, 30 de setembro de 2013 
Exmo. Senhor
Carlos Alberto Richa
Governador
Estado do Paraná

Prezado Governador, 

Entidades associativas do trade turístico do Estado do Paraná estão infra-assinadas para manifestar sua indignação e repúdio à arbitrária decisão do Governo do Estado do Paraná de extinguir a Secretaria Estadual de Turismo, condensando-a na pasta da Secretaria da Cultura. 

O Turismo é um dos principais setores econômicos do Estado, abrangendo atrativos turísticos e o crescente segmento de turismo de negócios e eventos. Como consequência, destaca-se a geração de trabalho e renda para a sociedade, entre outros legados e benefícios sociais.

No Paraná, a receita gerada pelo setor em 2012 foi de R$ 4 BILHÕES. O Estado recebeu um fluxo de turistas de 13,6 milhões de visitantes, sendo que 8,3% destes são turistas internacionais – 1,2 milhão de visitantes estrangeiros. Grande parte desta movimentação é gerada por Foz do Iguaçu, comprovadamente o terceiro destino turístico brasileiro mais visitado por turistas internacionais. A Secretaria de Estado do Turismo foi criada em 2003 e, nesta década, a receita gerada pelo setor cresceu mais de 400%. Dados estes, apontados por uma pesquisa feita pela própria Secretaria de Estado do Turismo.

Soma-se ainda, a realização da Copa Fifa 2014, que muito contribuirá para o incremento em nosso Estado, dando oportunidade para o Paraná mostrar seus atrativos turísticos ao mundo. Neste sentido, a cidade de Curitiba, uma das sedes da Copa, terá a oportunidade de se posicionar como um dos melhores destinos turísticos das Américas, destacando sua infraestrutura urbana, sua moderna gestão e os índices acima da média nacional, com relação à qualidade da prestação de serviços. Curitiba já se situa entre os principais destinos turísticos brasileiros para negócios e eventos. 

Como podemos facilmente perceber, esta decisão impacta vários processos em andamento, de grande relevância para o crescimento e fomento econômico do Estado do Paraná. Portanto, os presidentes das entidades abaixo relacionadas solicitam uma audiência pública de caráter emergencial para que possam ser apresentados números do setor e argumentos que esclareçam o Governo do Estado sobre a importância da Secretaria de Estado de Turismo e do segmento enquanto setor econômico. 

Analisando os números fica claro o entendimento de que a decisão deveria ser de continuidade, não de estagnação. Essa decisão mostra que o Governo do Estado está agindo na contramão da historia. Em 2003, o Brasil criou uma pasta exclusiva para o Turismo, demonstrando sua relevância econômica. Com tal atitude, nosso governo estadual demonstra que entende o Turismo de forma muito restrita. 

Enquanto alguns países europeus como Espanha, Itália e Portugal apostam fortemente no turismo, pois tornou-se uma das principais atividades econômicas, senão a principal, o que vemos por aqui é um passo para o retrocesso do setor. A pasta do turismo, sem prestígio, é tratada com desdém pelos governantes e, invariavelmente, usada como simples moeda de troca nas acomodações político-partidárias. Será que continuaremos eternamente somente sonhando em ser uma potência turística mundial e em poder usufruir inteligentemente da autossuficiência econômica gerada pelo segmento?

Num mundo globalizado, os destinos turísticos precisam de competitividade. Para isso, precisam se promover e fazer marketing turístico. O Paraná tem inúmeras atrações, além de Foz do Iguaçu. Infraestruturas já mantidas pela iniciativa privada, que paga impostos e gera sua contribuição social. Seria então o momento de promover estas alternativas para o mercado nacional e internacional, fomentando, gerando ainda mais renda. No mundo, a cada onze empregos, um é no turismo. Não seria o momento de buscar este índice também no Paraná? No entanto, ironicamente, no Dia Mundial do Turismo, o Governo do Estado anuncia a dissolução de uma importante ferramenta para este fim.

Ao manifestar regozijo frente ao firme posicionamento governamental, as entidades autoras dessa carta aberta aproveitam para apelar à sensibilidade do Governador Beto Richa no sentido de assegurar que o Paraná continuará reconhecendo a importância do Turismo e de seus profissionais. Reiteramos a necessidade urgente da realização de uma audiência pública. Não é aceitável que um setor econômico com tantos impactos positivos e expectativas tão promissoras seja tratado com tal desinteresse. É uma relação óbvia olharmos para turismo enquanto atividade econômica e tratá-lo como tal. 

Assinam este manifesto

ABAV–PR - Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná
Roberto Bacovis - Presidente


ABEOC-PR – Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná
Rubens Dobranski – Presidente


ABGTUR – Associação Brasileira de Guias de Turismo
Maeli Borges Fanini - Presidente


ABIH–PR - Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Paraná
Henrique Lenz Cesar Filho - Presidente


ABRACCEF-PR – Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras do PR
Margareth Caron Sobrinho Pizzatto - Presidente


ABRAJET-PR - Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Paraná
Antonio Claret de Rezende – Presidente


ABRASEL-PR – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná
Marcelo Woellner Pereira - Presidente


CURITIBA, REGIÃO E LITORAL CONVENTION & VISITORS BUREAU
Dario Paixão - Presidente


FEDERAÇÃO DE CONVENTION & VISITORS BUREAUX DO ESTADO DO PARANÁ
Sérgio Takao Sato - Presidente


FETHEPAR - Federação dos Empregados em Turismo e Hospitalidade do Estado
do Paraná
Wilson Pereira - Diretor Presidente


HI HOSTEL-PR – Associação de Hostels do Estado do Paraná
Miguel Angel Allou – Presidente


IGUASSU CONVENTION & VISITORS BUREAU
Enio Eidt – Vice - Presidente



INSTITUTO PANORAMA DO TURISMO
Julio Cezar Rodrigues – Presidente


RETUR – Rede de Turismo Regional
Manoel Jacó Garcia Gimenes – Presidente


SEHA - Sindicato Empresaria de Hospedagem e Alimentação Curitiba
Marco Antonio Fatuch – Presidente


SINDEGTUR-PR - Sindicato dos Guias de Turismo do Paraná
Lucia Kispergher Pereira - Presidente


SINDEHOTÉIS-PR –Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Hoteleiro, Meios
de Hospedagem e Gastronomia de Curitiba e Região
Luís Alberto dos Santos – Diretor Presidente 


SINDETUR-PR - Sindicato das Empresas de Turismo no Estado do Paraná
Nelson Pires de Moraes Junior – Presidente"
Share:

0 comentários:

Postar um comentário