29 de out de 2014

Águas de Lindóia - SP reduz fornecimento de água e admite chance de racionar

Abastecimento será feito das 9h às 18h30, a partir desta quarta (15). 
Outras três cidades do Circuito das Águas admitiram a possibilidade.

Do G1 Campinas e Região
Águas de Lindóia reduz fornecimento de água e admite chance de racionar (Foto: Reprodução/ EPTV)Sem chuva, lago de Águas de Lindóia quase seca
e cidade sofre com crise (Foto: Reprodução/ EPTV)
A estiagem obrigou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Águas de Lindóia(SP) a reduzir o horário do fornecimento de água na cidade. A medida, que passa a valer a partir desta quarta-feira (15), foi necessária devido a diminuição na vazão nos reservatórios que fornecem o recurso para o município. De acordo com a Prefeitura, foi preciso diminuir o tempo de abastecimento, que antes era das 5h às 21h, para das 9h30 às 18h. No entanto, a medida pode não ser suficiente, segundo a administração municipal.
Segundo o Saae, a redução no horário de fornecimento é necessário para que toda a população da cidade tenha água, mesmo com a baixa vazão das represas. “O que a gente faz é encurtar o tempo de abastecimento e fechamos o fornecimento por mais tempo para que todas as casas da cidade sejam abastecidas. Antes o tempo de abastecimento era maior, mas infelizmente precisamos reduzir para que não falte”, afirmou Luciano Fiori, presidente da entidade.
O órgão ainda afirmou que a medida adotada pela Prefeitura é diferente de racionamento porque consiste apenas em um atraso na distribuição, mas a quantidade de água captada continua suficiente. Por outro lado, mesmo com a tentativa de garantir o abastecimento, a estância turística deve começar um racionamento na próxima semana. “Infelizmente, se não chover, temos 99% de chance de racionar”, alerta Fiori.
Atualmente, o abastecimento em Águas de Lindóia é feito pela Represa do Jaboticabal, que atende o Centro e os bairros próximos, e a Represa do Cavalinho Branco, que abastece regiões mais distantes e que possuem moradias populares.
Nesta quarta-feira, o Saae afirmou que a captação estava em 600 metros cúbicos por hora. De acordo com a Prefeitura, a demanda na cidade é de 250 mil litros por hora e não há nenhum morador sem água na cidade.

O presidente do Saae ressaltou que a crise hídrica e o provável racionamento não irão alterar o turismo, principal atividade da cidade. Segundo Fiori, a maioria dos hotéis do município possuem poços artesianos e não devem sofrer com o problema do racionamento.
Circuito das Águas
A situação de algumas cidades do Circuito das Águas Paulista também é semelhante a de Águas de Lindóia.  A Prefeitura de Amparo (SP) afirmou que até agora não tomou nenhuma medida de redução no abastecimento ou rodízio, mas que fez uma reunião com membros do Saae nesta quarta-feira para discutir a possibilidade por conta da baixa vazão do Rio Camanducaia.
Em Monte Alegre do Sul, a situação da mina que fornece água para a cidade também é preocupante e, apesar de o abastecimento estar regular na cidade, a Prefeitura estuda iniciar um racionamento nos próximos 15 dias. O mesmo caso acontece com a estância turística de Holambra (SP), que é abastecida pelo Rio Camanducaia e pela represa do Lago do Holandês, e informou que caso a vazão não aumente nas próximas duas semanas, também vai racionar.
Mais distante
Em Pedreira (SP), o Saae da cidade afirmou que ainda não teve problema de captação de água no Rio Jaguari, que abastece o município, mas pediu para que a população continue economizando. Segundo a Prefeitura, a população reduziu 10% do consumo desde o início da estiagem. O mesmo acontece com a Prefeitura de Socorro (SP), que garantiu a captação para os próximos 15 dias e afastou a possibilidade de racionamento.

Já a Prefeitura de Serra Negra afirmou que, apesar da baixa vazão dos reservatórios que abastecem a cidade, a população está sendo abastecida normalmente e a Sabesp da cidade ainda estuda a possibilidade de um racionamento

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger