30 de jan de 2015

Primeira obra do PAC Cidades Históricas será entregue em Goiás

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) entrega, no próximo dia 6 de fevereiro, a Ponte da Cambaúba na Cidade de Goiás (GO). A data foi estrategicamente pensada para liberar a passagem no local antes do Carnaval, garantindo maior mobilidade e segurança ao público que visita a cidade neste período.


G1
Ponte da Cambaúba é um importante ponto de passagem da Cidade de Goiás. Estrutura contou com R$ 895,2 mil de recursos federaisPonte da Cambaúba é um importante ponto de passagem da Cidade de Goiás. Estrutura contou com R$ 895,2 mil de recursos federais
Esta é a primeira obra a ser finalizada entre as aprovadas pelo PAC Cidades Históricas, que contempla 44 municípios em todo o País. A estrutura contou com recursos do governo federal no valor de R$ 895,2 mil.

A Ponte da Cambaúba é um importante ponto de passagem, tendo em vista que o núcleo urbano da antiga capital do Estado se desenvolveu ali, às margens do Rio Vermelho, e integra o Conjunto Arquitetônico e Urbanístico da Cidade de Goiás, tombado em nível federal.




Os trabalhos na Ponte da Cambaúba foram iniciados em janeiro de 2014. A antiga ponte possuía graves patologias estruturais, ocasionadas, principalmente, pelos impactos da chuva e das cheias do Rio Vermelho. Depois da enchente de 2011, a ponte chegou a ser interditada pela Defesa Civil.

O sistema construtivo da ponte era formado por fundações em blocos de concreto e pilares de madeira do tipo paliteiro, que atrapalhavam a vazão das águas do rio naquele trecho. A estrutura em madeira também exigia ações regulares de manutenção, que não ocorreram nos últimos anos, comprometendo gravemente a sua utilização como ponte de passagem de pedestres e veículos.

Agora, a ponte possui estruturas em concreto com acabamento em madeira, cujo formato minimiza a retenção de detritos trazidos pelas águas, e também teve o seu vão expandido, aumentando o leito do rio e, consequentemente, sua vazão. Dessa forma, além de uma ponte mais resistente, evitam-se novos problemas decorrentes dos períodos de cheia.

Fonte: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger