23 de abr de 2015

Mel de produtores artesanais faz sucesso como linha de cosmético Vacaria-RS

Uma comunidade de pequenos apicultores do município de Vacaria, no Nordeste do Rio Grande do Sul, já colhe bons frutos de um projeto de qualificação profissional e parceria com a iniciativa privada. A comunidade passou a produzir mel suficiente para a confecção de 150 mil produtos de cosmética por mês, vendidas para 20 hotéis do país, entre eles, três unidades de uma rede internacional de hotéis de luxo. 


Há pouco mais de um ano, porém, a realidade era outra. A vocação para o mel esbarrava na produção pouco organizada e compradores esporádicos. Com cursos para melhorar a técnica e administrar o negócio, os apicultores gaúchos se associaram a uma indústria de cosméticos e passaram a abastecer grandes redes de hotéis.
A parceria é resultado do projeto Talentos do Brasil Rural, que tem por objetivo inserir produtos e serviços da agricultura familiar no mercado turístico, agregando valor à oferta turística brasileira. Criado em 2009, por uma parceria entre os ministérios do Turismo e Desenvolvimento Agrário e o Sebrae, está preparando 89 associações e cooperativas para comercializar seus produtos aos meios de hospedagem, bares e restaurantes.
A linha de cosméticos cujo mel tem origem na comunidade gaúcha é formada por shampoo, condicionador, sabonete líquido, loção hidratante e sabonetes em barra. A Associação Vacariense de Apicultores (Avapis), hoje composta por 49 associados, fatura tanto com a venda do mel quanto com um percentual de 5% do total das vendas dos produtos já industrializados.
Além disso, A Avapis pode comprar os cosméticos a preço de custo e revendê-los para a comunidade ou em feiras. O diretor comercial da empresa curitibana, Mauro Carvalho de Oliveira, diz que o próximo passo é certificar a linha com selos de sustentabilidade, o que ajudará a ampliar as vendas e, futuramente, exportar o produto.
“O produto nasceu com o selo da agricultura familiar e tem o ciclo completo de sustentabilidade, desde o pequeno produtor até o consumidor final”, diz Oliveira. O projeto Talentos do Brasil Gustavo Henrique Braga Rural foi criado inserir produtos e serviços da agricultura familiar no mercado turístico brasileiro. Para isso, identifica e qualifica produtos, além de apoiar roteiros turísticos rurais onde os visitantes possam vivenciar a produção da agricultura familiar.
A renda obtida com a venda do mel para produção de cosméticos cresce a cada mês, de acordo com Alair Vargas, presidente da Avapis.  “Conforme o produto fica conhecido, as vendas aumentam e, consequentemente, o faturamento”, diz. De acordo com Alair, a maior parta da renda, entretanto, vem dos royalties sobre os cosméticos comprados pelos hotéis.
Para o ex ministro do Turismo, Vinicius Lages, a associação de produtos da agricultura familiar aos serviços turísticos brasileiros comprova o potencial do setor em se tornar o novo vetor para o desenvolvimento econômico nacional. “O turismo é hoje o sexto item na pauta de exportação, com margem para crescer ainda mais”, diz. “A renda gerada pelo turismo beneficia toda a cadeia associada ao setor, desde pequenos agricultores familiares às grandes redes de hotéis”, afirma Lages.
Ouça aqui declaração do ex ministro Vinicius Lages sobre os objetivos do projeto Talentos do Brasil Rural. texto Gustavo Henrique Braga  fotoo www.mda.gov.br
Matérias relacionadas:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger