11 de mai de 2015

Trípoli no Líbano terá festival ibero-americano

Líbano terá festival ibero-americano



São Paulo – De 14 a 23 de maio, a cidade de Trípoli, no Líbano, será sede do Ibero-America in Tripoli Festival, promovido pela Safadi Foundation  -foto- e pelo Instituto Cervantes de Beirute. O festival terá a participação de nove países ibero-americanos, incluindo o Brasil.


Divulgação
Alameddine: respeito e conscientização sobre a diversidade cultural
A Safadi Foundation é uma organização sem fins lucrativos criada em 2001 com o objetivo de ajudar no desenvolvimento da sociedade libanesa. É a primeira vez que a instituição organiza um festival dedicado aos países ibero-americanos. O evento conta com a participação das embaixadas do Brasil, Espanha, Uruguai, Venezuela, Argentina, México, Colômbia e Chile, além do consulado honorário do Peru. O financiamento do evento é da União Europeia.

As embaixadas participantes terão estandes no evento nos quais os visitantes poderão conhecer mais sobre a cultura daquelas nações. Entre as atrações relacionadas ao Brasil haverá narração de histórias, exibição do filme de animação Rio, workshops de samba e capoeira.

De acordo com Riad Alameddine, gerente-geral da Safadi Foundation, a cultura dos países ibero-americanos é bem conhecida no Líbano, já que suas embaixadas realizam um trabalho de interação com a população libanesa nas áreas de comércio, turismo e cooperação cultural.

Sobre o Brasil, ele afirma que o fato de haver milhões de descendentes de libaneses vivendo no País, e o fato de muitos deles serem figuras importantes nos negócios e na política, contribui para que haja uma grande interação cultural entre os países.

“Além disso, há muitos aspectos da cultura brasileira que são globais, e os libaneses adoram estes elementos, como o samba, o carnaval e, é claro, suas habilidades extraordinárias com o futebol”, afirmou Alameddine, em entrevista por e-mail à ANBA.

“Muitos libaneses são torcedores entusiasmados da seleção brasileira, fazendo desfiles durante a Copa do Mundo, com bandeiras, música e comida por todos os lados, refletindo a presença do espírito brasileiro na nossa sociedade. Em geral, a cultura brasileira é vista como algo muito próximo a nós e como algo muito bonito, que pode ser facilmente integrado a diferentes aspectos de nossas vidas”, avaliou.

Segundo Alameddine, o principal objetivo deste festival é “promover o respeito pela diversidade e aumentar a conscientização sobre o valor da diversidade”. “Queremos aumentar o nível de aceitação de outras culturas, especialmente aquelas que estão presentes em todas as partes do Líbano, com um foco no norte. Nos últimos anos, Trípoli tem decaído em vários aspectos, devido à situação de segurança crítica que ameaça a economia, vida social e atividades culturais”, afirmou. A região tem sido palco, nos últimos anos, de ataques terroristas.

“Além disso, a imagem da cidade foi seriamente afetada, fazendo com que fosse cada vez mais vista como conservadora ou ‘fechada’ a outras comunidades. Esperamos mostrar que, apesar de nossa cidade ainda estar ligada a muitos valores tradicionais, também estamos construindo mecanismos de diálogo, seja pela cultura, seja por outras formas de interação. Faremos isso envolvendo os moradores da cidade em um fórum para aprendizado e celebração das diferentes culturas em Trípoli, para que eles possam viver e explorar as culturas ibero-americanas e apreciar a riqueza que elas trazem para a cultura de Trípoli”, explicou.

Todas as atividades são gratuitas e a organização espera receber três mil pessoas para o festival, que acontece no Safadi Cultural Center. Os organizadores irão promover a participação de estudantes de escolas públicas no festival.

A programação completa do festival está disponível no link www.facebook.com/IberofestTripoli?fref=ts.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger