10 de jul de 2015

Rússia e China irão elaborar roteiros ligados ao passado revolucionário e comunista

Estátua de Vladimir Lenin em Ulyanovsk, na Rússia

Rússia e China irão elaborar roteiros ligados ao passado revolucionário e comunista

© Sputnik/ Papikyan
SOCIEDADE
URL curta
2906231
O chefe da Agência Federal do Turismo da Rússia (Rosturizm) Olega Safonov e o chefe da Administração Nacional do Turismo da China Li Jinzao assinaram um memorando sobre o desenvolvimento do “turismo vermelho” para 2015-2017. O projeto deu início num lugar bastante simbólico – na terra natal de Mao Tsé-tung, na cidade de Shaoshan.
O “turismo vermelho” pressupõe a visita de lugares de interesse ligados à ideologia comunista e luta pela construção de socialismo. O chefe do Rosturizm Oleg Safonov revelou as detalhes do projeto:
“Isto é o complexo de roteiros histórico-militares que pressupõem a visita por parte de turistas chineses no território da Rússia e por parte de turistas russos no território da China de lugares ligados à história do partido comunista da China e da URSS. Já foram elaborados dez cruzeiros: cinco por cada parte. O interesse participar dos turistas chineses atraem os objetos ligados à vida de Lenin. Oferecemos aos chineses as visitas de Moscou, São Petersburgo, Kazan, Ulyanovsk… Ulyanovsk é a terra natal do líder do proletariado mundial [Lenin é pseudônimo dele, o nome real é Ulyanov]. Aqui se pode conhecer onde nasceu e como viveu Lenin. E em Kazan será possível visitar a universidade na qual Lenin fazia os estudos e o complexo memorial”, disse.
"Isto é só o início da realização de um produto turístico perspectivo e de grande escala”, acrescentou.
Os primeiros chineses que queriam passar pele trilha de Lenin apareceram em 2014. Agora o lado chinês está à espera de turistas russos.
Em 2014, a Rússia foi visitada por 1,1 milhões de chineses, entre eles 400 mil chegaram com objetivos turísticos. Assim os cidadãos chineses lideraram a lista de turistas estrangeiros na Rússia no ano passado. Entretanto 766,3 mil russos visitaram a China em 2014


Leia mais: http://br.sputniknews.com/sociedade/20150703/1470874.html#ixzz3fWiNDDvP

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger