6 de ago de 2015

OS PRINCIPAIS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DO BRASIL

pedra pintada


O Brasil é rico em belezas naturais, mata atlântica e biodiversidade. Mas, além disso, há muitos vestígios da evolução da humanidade, desde pegadas de dinossauros até pinturas de arte rupestre. Para quem se interessa por assuntos da pré-história, estes lugares são paradas obrigatórias. Conheça quatro dos principais sítios arqueológicos do Brasil que guardam histórias milenares e encantam com seus enigmas indecifráveis.

Peirópolis – Minas Gerais

museu-paleontologia_peiropolis
Esta vila, localizada na cidade de Uberaba, contém centenas de fósseis que tem mais 80 milhões de anos. Uma das descobertas mais importantes dos últimos anos, na região, foi o fóssil Uberabasuchus terrificus, que consta em um fóssil de Crocodilomorfo, com cerca de 70% de seu esqueleto preservado, que viveu há 70 milhões de anos no Estado de Minas Gerais, em exposição no Museu dos Dinossauros, que possui rico acervo de dinossauros e outros vertebrados e contém painéis explicativos sobre a evolução da vida e dioramas que reconstituem os cenários da vida e dos animais e vegetais que habitaram a região de Uberaba há milhões de anos.

Sousa – Paraíba

Vale-dos-dinossauros-sousa-foto-alberi-pontes
 No Alto Sertão Paraibano, está localizada a cidade de Sousa, dona de um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo, com mais de 50 tipos de pegadas de animais pré-históricos, espalhadas por toda bacia sedimentar do Rio do Peixe em uma extensão de 700 Km². O Vale dos Dinossauros, complexo turístico e de estudos, é cientificamente reconhecido como um dos lugares mais importantes para realização de pesquisas sobre a pré-história e atrai estudiosos de todos os continentes. Nele, é possível encontrar fósseis de animais com até 65 milhões de anos, pegadas de uma série de dinossauros e até mesmo réplicas de ovos de dinossauros em ninhos.

Sítio Arqueológico São João Batista – Rio Grande do Sul

??????????????????????????????????????
Localizado no município de Entre-Ijuís, no Rio Grande do Sul, este sítio arqueológico guarda as ruínas remanescentes da Redução Jesuítico-Guarani de São João Batista, também conhecida como um dos Sete Povos das Missões. Fundada em 1697, a redução teve fim em meados de 1750, por conta de um tratado entre Espanha e Portugal que resultou em conflitos armados de resistência e provocou o massacre dos indígenas e a desintegração dos Sete Povos. Em 2004, o local passou a ser explorado por arqueólogos brasileiros, que encontraram inúmeros vestígios do povo daquela época. O sítio abriga restos da estrutura do cemitério, da igreja e do colégio, além de estruturas complementares como olarias, barragem e estradas.

Sítio Arqueológico Pedra Pintada – Roraima

35_Painel da Pedra Pintada II
Este sítio arqueológico é um dos mais conhecidos entre turistas e pesquisadores, pois contêm inúmeros registros da vida humana na pré-história, principalmente pinturas rupestres, pedaços de cerâmicas, machadinhas, contas de colar, entre outros artefatos. O monólito de granito (estrutura geológica constituída por uma única pedra) tem 60 metros de diâmetro e cerca de 40 metros de altura. Nas paredes externas, existem pinturas rupestres vermelhas que são até hoje consideradas um enigma para cientistas e, dentro da Pedra Pintada, há várias cavernas funerárias com até 12 metros de extensão.
Texto por: Andressa Volpini fonte Qual Viagem Qual Viagem

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger