3 de dez de 2015

Um negócio da China para o turismo

Empresários chineses desembarcam no Brasil com projetos para investir no setor. O grupo já desembolsou mais de US$ 2 bilhões em centros de convenções, complexos hoteleiros e parques temáticos pelo mundo

  • Publicado: Quinta, 03 de Dezembro de 2015, 18h49
  • Última atualização em Quinta, 03 de Dezembro de 2015, 18h49

Mariana Oliveira

Os recursos naturais e culturais do Brasil atraíram empresários chineses que desejam investir no turismo brasileiro. Intermediado pelo Embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, o grupo se reuniu nesta quinta-feira (3), com o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, para expor o interesse de uma parceria entre os dois países.
Para Henrique Alves, esse foi um dos encontros mais promissores desde que se tornou ministro do Turismo. “Estou muito animado com essa parceria. Temos um potencial enorme para atrair não só turistas, mas um forte investimento para o país”, afirmou.
O Embaixador Li Jinzhang destacou que Brasil e China já têm cooperações na área do Turismo, mas que a ideia é ampliar. “Em 2014, mais de 100 milhões de turistas chineses viajaram pelo mundo, mas apenas 70 mil vieram ao Brasil. Também temos um número pequeno de brasileiros que visitam o país oriental. Para aumentar esse fluxo, temos que investir em conectividade aérea, melhorar a qualidade dos serviços e, principalmente, ampliar a divulgação dos destinos”.
O grupo Hshin Chong tem quase 80 anos de história, já tendo contribuído para o desenvolvimento de projetos de infraestrutura, centros de convenções, parques temáticos e complexos hoteleiros, como os principais hotéis de Macau. O presidente da empresa, Michael Jiang, disse que a empresa costuma investir em grandes projetos pelo mundo. “São mais de dois milhões de metros quadrados em 20 complexos industriais, somando um investimento de mais de US$ 2 bilhões. Acredito que a parceria com o Brasil irá trazer muitos frutos para os dois países”.
Participaram do encontro o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz; o ministro Acir Pimenta, chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do MTur; além do vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio, Adelmir Santana; dos empresários Guilherme Paulus (CVC), Eduardo Sanovicz (ABEAR) e Paulo de Paula.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger