12 de jan de 2016

Com 8% a mais de turistas, Rússia bate recorde anual


12 de janeiro de 2016 MARINA OBRAZKOVA, GAZETA RUSSA
Sanções e queda do rublo atraem fluxo maior de latino-americanos e asiáticos, mas infraestrutura deficiente ainda atrasa desenvolvimento do setor turístico no país.
Queda de turistas europeus foi compensada por afluxo de visitantes orientais Foto:Mikhail Japaridze/TASS
De acordo com a agência oficial de estatística russa Rosstat, 20,7 milhões de pessoas visitaram a Rússia durante os primeiros nove meses de 2015, revelando um acréscimo de 8% em relação ao mesmo período em 2014.
Entre os principais motivos que levaram o país a bater um novo recorde anual de turistas, os especialistas apontam as sanções econômicas e a desvalorização da moeda nacional, que começaram a mudar o perfil dos visitantes no país.
Enquanto o primeiro lugar é ocupado pela China, com 583,6 mil turistas, atrás da Alemanha e dos Estados Unidos, com 319 e 153 mil turistas, respectivamente, a principal tendência observada ao longo do ano passado foi o aumento de visitantes latino-americanos e asiáticos.
O fluxo turístico do Irã rumo à Rússia, por exemplo, subiu 111% e obteve o maior crescimento em 2015.
“Após a introdução de sanções pela União Europeia, caiu o número de turistas europeus, que não querem visitar a Rússia por razões políticas”, diz Máia Lomidze, diretora da Associação dos Operadores Turísticos da Rússia. Já no caso dos EUA, a queda do rublo superou as limitações impostas por sanções – o número de turistas norte-americanos cresceu 27% em 2015 (153 mil).
“A desvalorização do rublo tornou a Rússia mais atraente também para outros países, como China, Índia, Tailândia e Argentina. A reorientação política e econômica para os países orientais e da América Latina teve efeito sobre os fluxos turísticos”, acrescenta Lomidze.
Ainda assim, em termos anuais, Turquia, Israel, Inglaterra, Coreia do Sul, Itália, Espanha e França continuam figurando entre os dez países com mais visitantes na Rússia no ano passado.
“Mas é preciso mudar o padrão de consumo. O setor turístico russo sempre se orientou aos turistas europeus, cujo número está caindo”, alerta diretor do Instituto de Política e Programas Sociais da Escola Superior da Economia da Rússia, Serguêi Smirnov.
Infraestrutura a desejar
Apesar dos índices turísticos favoráveis, os especialistas acreditam que as autoridades russas não estejam fazendo necessário para dar suporte ao crescente setor turístico. “É muito importante simplificar o regime de vistos”, aponta Máia Lomidze, da Associação dos Operadores Turísticos.
Opinião semelhante é compartilhada por Smirnov, que cita deficiências no setor de hospitalidade e garante que a Rússia sequer tem condições de receber todos os turistas interessados no país.
“A Rússia está no 23º lugar no ranking de atração turística e tem interesse no aumento de visitantes estrangeiros, mas a indústria de hospitalidade é subdesenvolvida. O governo tem que fazer grandes investimentos em infraestrutura para subir nesse ranking”, diz Smirnov.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger