26 de mai de 2016

Jornalistas organizam cobertura focada no agronegócio


De Olho nos Ruralistas busca noticiar impactos socioambientais do setor; Projeto iniciou campanha de arrecadação
São Paulo, 
A proposta é a criação de um programa jornalístico de WebTV e um site com notícias diárias sobre o agronegócio. - Créditos: Marcelo Camargo / ABr
A proposta é a criação de um programa jornalístico de WebTV e um site com notícias diárias sobre o agronegócio. / Marcelo Camargo / ABr
A iniciativa “De Olho nos Ruralistas: um observatório do agronegócio no Brasil” iniciou uma campanha digital de financiamento coletivo para sua implementação. A proposta é a criação de um programa jornalístico de WebTV e um site com notícias diárias.
“O programa noticiará os impactos sociais e ambientais do agronegócio. Do desmatamento à expulsão de camponeses, da comida com agrotóxicos à violação de direitos dos povos indígenas”, afirmam os organizadores da plataforma, que qualificam como uma “alternativa à imprensa que defende o agronegócio como se não houvesse outro modelo possível”.
Os jornalistas Alceu Castilho - autor do livro “Partido da Terra” -, Patrícia Cornils - diretora do documentário “Querida Mãe”- e Gabriela Leite - editora de vídeos, designer e fotógrafa - participam do projeto, que conta com a colaboração da TV Drone e do portal Outras Palavras.
A ideia de um observatório, segundo Castilho, começou a ser pensada em 2012, a partir do lançamento de seu livro. De acordo com ele, para além da bancada ruralista no Congresso, há um “sistema político ruralista”, existente desde os municípios até Brasília, perpetuando o poder político e econômico do setor.
A proposta é “fazer jornalismo de referência sobre o tema, com furos”, afirma o jornalista. Para Castilho, a mídia faz parte do sistema de sustentação do agronegócio: “A grande imprensa cobre o agronegócio de uma forma quase publicitária. Ela faz parte do modelo. Cabe a imprensa alternativa e contra-hegemônica questioná-lo. A ideia é de fazer uma fiscalização diária e sistemática”.
O projeto prevê quatro eixos temáticos para os anos de 2016 e 2017: “De Olho na Comida”, discutindo a produção de alimentos baseada no uso de agrotóxicos e transgênicos; “De Olho nos Conflitos”, abordando a questão fundiária e o avanço do agronegócio sobre territórios camponeses e tradicionais; “De Olho no Ambiente”, denunciando os impactos ambientais do modeo agrícola vigente no Brasil; e “De Olho no Agronegócio”, focando a representação dos interesses econômicos do setor no Congresso Nacional.
Campanha
A meta mínima da campanha é de R$ 72 mil, o que irá garantir a produção de um programa quinzenal de WebTV por seis meses - entre julho de 2016 e janeiro de 2017 - mais a página na internet e uma oficina a ser realizada em São Paulo, em dezembro, sobre imprensa e questão agrária. A arrecadação vai até o dia 20 de julho.
Entre as recompensas para quem financiar o projeto estarão os roteiros do programa; descontos em livros da Editora Contexto; adesão ao Outros Quinhentos, programa de contrapartidas do Outras Palavras; livros autografados; participação nas oficinas temáticas; e newsletters diárias.
O projeto já conta com página no Facebook e um perfil no Twitter.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger