3 de out de 2016

Geraldo Alckmin, ainda será o picolé de chuchú e não será presidente da república em 2018. O governador, foi rechaçado pelos golpistas do tucanato que preferiram ficar com o golpe federal e ampliar e continuar a privataria tucana do nefasto e inexpressivo FHC e ainda por cima traidor da esposa dona Ruth Cardoso. Se as chamadas elites brasileiras, tivessem certeza de que aniquilariam com Lula nas urnas, essa panacéia toda não seria urdida, juntando o que de mais retrogrado, facista, anit democrático se tem nesse país, que insiste em tirar do poder quem pensa e age em favor do povo. O pupilo de Alckmin , não terá vida fácil, pois as políticas públicas engendradas na gestão Haddad, vieram para ficar. Quanto a privatização, do Anhembi se Mário Covas tivesse deixado, seria dado a preço de banana. Pensar pela ótica da lógica desses reacionários, englobados pela mídia, que um dia podem perder concessões de canais de televisão e rádios, pelos banqueiros, que um dia podem ver seus bancos estatizados, sem pensar que o Brasil mudou e mudou muito pelas mãos de Lula, Dilma e de ações de representantes do Legislativo na Camara Federal e Senado., é uma enorme miopia. A ação política , iniciada pelos estudantes secundaristas em São Paulo e em outros inúmeros estados, mostra que a politica, a ideologia, a filosofia, a coragem renascem, mostrando que esses mesmos jovens, seguem o ideais estudantis que surgiu no ano de 64, embora saiba-se que uma ou utra ovelha desgarrada, saiu do caminho ideológico e democrático. Os movimentos sociais pelo país, mostram o quanto de resistëncia esse pessoal vai enfrentar. A força política do PSDB, embora fala-se ao contrário na mídia, esvazia-se , pelos inúmeros corruptos dentro da sigla e aumentará, pela Lava Jato, devido a indignação de brasileiros e brasileiras. Sabido é que eleição municipal, vislumbra muito o caseiro, pois as pessoas acham que tudo se resolve na área federal, primordialmente a economia, que é outro ledo engano, pois com politicas públicas especificas, muito se pode fazer via municípios para a reativação da economia. O peso de uma eleição nacional e mesmo estadual, primam muito pela expectativa econömica, embora, dependendo do andar da carruagem, o poder judiciário com sua partidarização e ações , serão os maiores culpados por nova derrota dos adversários do povo, encastelados em partidos conservadores, latifundiaristas, economicistas, além de nazi-facistas. Esquecer da ação via internet é outro tópico que embaralha a disputa e em sua maioria a rede de computadores, embora esse blogueiro esteja nos 70 anos, a imensa massa é de jovens, que querem ter e viver e respirar democracia, estudarem,, empreenderem e serem felizes. A repulsa pela política, foi o que de mais errado essa extrema direita construiu e que pode levar o país a caminhos tortuosos. 2018, caso ainda seja respeitada no país as normas estabelecidas, a direita carcomida, entreguista, tiradora de postos de trabalhos, princialmente dos jovens, sofrerá o maior revés nas urnas. Se insistir em dar mais golpe branco na democracia, provavelmente será fulminada, por outros processos e meios. Respeitar a democracia é o melhor caminho para toda a Nação.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger