19 de dez de 2016

Christine Lagarde condenada - Editor - a bandidagem campeia solta em todos os quintais. Essa senhora é a diretora-geral do FMI. Dá pra confiar no FMI. Voce pode me dizer a erviço de que país esse fundo atual.......



Christine Lagarde condenada


A actual directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) foi considerada culpada por negligência num caso de desvio de dinheiros públicos que ocorreu quando era ministra das Finanças do governo francês.

http://www.abrilabril.pt:80/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/lagarde.jpg?itok=X0DhSrJP
Já tinham vindo várias acusações a público afirmando que Nicolas Sarkozy havia pressionado a ministra das Finanças para beneficiar o empresário
Já tinham vindo várias acusações a público afirmando que Nicolas Sarkozy havia pressionado a ministra das Finanças para beneficiar o empresárioCréditos/ Agência LUSA
O processo em questão procurava apurar a forma como o empresário Bernard Tapie foi indemnizado pelo Estado francês, em 2007, por alegados prejuízos que decorreram da venda da empresa de artigos desportivos Adidas ao banco Crédit Lyonnais. Tapie é um antigo ministro de François Miterrand e amigo do então presidente Nicolas Sarkozy.
O empresário era o principal accionista da Adidas e, depois de se tornar ministro do Urbanismo no governo de François Mitterrand, viu-se obrigado a vender a parte que detinha da empresa. Em 1993, avançou na justiça contra o Crédit Lyonnais, alegando que tinha sido defraudado pelo banco por este ter subavaliado a Adidas.
Christine Lagarde, então ministra das Finanças, fez na altura a opção de recorrer a um tribunal arbitral, em vez de deixar que o processo seguisse nos tribunais comuns. Os juízes ditaram que o Estado francês tinha de pagar 403 milhões de euros a Bernard Tapie. Esta decisão foi anulada no início de 2015, com a justiça civil a considerar que foi uma fraude e determinando a devolução desta quantia ao Estado francês.
Já tinham vindo várias acusações a público afirmando que Nicolas Sarkozy havia pressionado a ministra das Finanças para beneficiar o empresário. Em 2011, o Ministério Público francês acusou Lagarde de escolher uma mediação privada para o caso em vez de recorrer à via judicial, o que teria dado maior neutralidade ao processo.
O advogado de Lagarde já afirmou que irá iniciar o processo de pedido de recurso da decisão judicial e o conselho do FMI vai reunir para analisar as consequências deste desenvolvimento judicial que afecta a sua principal dirigente.
http://www.abrilabril.pt/internacional/christine-lagarde-condenada
Share:

0 comentários:

Postar um comentário