13 de dez de 2016

Queremos a Virada Cultural aberta, gratuita e NO CENTRO! Não deixe este evento morrer! - Editor -A mudança dá inicio ao principio de limpeza étnica e também a possibilidade de cobranças diversas. São Paulo merece ter sua Virada Cultural como vem sendo feita.

este abaixo-assinado foi feito por uma pessoa como você. Assine para apoiar.

Queremos a Virada Cultural aberta, gratuita e NO CENTRO! Não deixe este evento morrer!

Paulo Noviello 
São Paulo
Quem sou eu?
Meu nome é Paulo Noviello, sou nascido, criado e apaixonado por São Paulo. Sou jornalista. Desde a adolescência, frequento o Centro da cidade, e sou fascinado pela riqueza humana que se encontra neste espaço com tanta história.
Também me entristece o quanto o Centro é maltratado pelos paulistanos, mas as diversas iniciativas que buscam a melhoria dos espaços da região me dão esperança. O Centro precisa continuar sendo o ponto de encontro democrático todos os paulistanos, um espaço para o melhor da cidade, que é a diversidade humana.
Por que lutar pela Virada Cultural?
Sou frequentador assíduo da Virada Cultural desde que ela surgiu.Além da programação cultural de qualidade, o que mais me atrai na Virada é a troca de experiências nas ruas do Centro de São Paulo, com gente de todos os perfis, classes sociais e de todos os cantos da cidade e até de fora, se encontrando e curtindo a cidade juntos.
Por isso criei esta petição, para que o novo prefeito, João Doria, desista de levar a Virada para o Autódromo de Interlagos. Assine e divulgue se você é contra esta ideia que vai "matar" a Virada Cultural.
O novo prefeito quer exclusão social?
Levar a Virada Cultural para o Autódromo significa excluir muita gente que levaria horas de transporte público para chegar lá, especialmente gente dos extremos da cidade. É provável que alguns shows e atrações passem a ser cobrados, e o evento deixaria de ser 100% gratuito.
Além disso, esta medida da Prefeitura visa controlar quem entra e sai da Virada, o que vai causar exclusão das pessoas mais pobres. Quem garante que eles não serão barrados na entrada do Autódromo?
Eu não duvido também que o espaço em Interlagos não seja adequado para o total de eventos que hoje há na Virada - significa que deve diminuir o número de shows e espetáculos. É isso que queremos?
O pior de tudo: o reconhecimento das pessoas com o Centro de São Paulo, a integração de gente de todas as classes, idades, bairros e classes que acontece hoje não vai mais acontecer.
Há problemas, mas eles podem ser resolvidos
Claro que há problemas na Virada. Eu mesmo já tive o celular furtado em uma, por exemplo. Mas eles são poucos perto do tanto de benefício que a Virada traz para São Paulo, e é possível resolvê-los de um jeito melhor e mais democrático.
São Paulo é uma cidade muito dura, e a Virada é parte de um movimento maior que, ocupando o espaço público, torna a cidade mais humana e a vida melhor para os paulistanos.
Pode-se melhorar a organização do evento, mas se a Virada deixar de ser aberta, gratuita e realizada ao ar livre, no Centro de São Paulo, perde totalmente a sua identidade e função urbanística. Já há eventos em SESCs, CEUs e nos bairros. Pra quê fechar a Virada Cultural?
São Paulo é das pessoas
A reação dos paulistanos à ideia do prefeito Doria de confinar a Virada no Autódromo, citada em reportagens no início de dezembro, mostra que a população já se apropriou da Virada como um patrimônio coletivo da cidade, e que as pessoas não pretendem abrir mão desse evento.
Se necessário, a Virada será realizada de forma autônoma e autogestionada, sem o apoio do poder público.
Esperamos que o prefeito eleito e seu secretário de Cultura, André Sturm, nome respeitável e que com certeza entende a importância da Virada aberta e no Centro, vendo a repercussão da notícia, voltem atrás e continuem apoiando a Virada Cultural como ela sempre foi.
Estamos dispostos a dialogar e juntos tentar minimizar os problemas, para que o evento seja cada vez melhor, mas mantendo os princípios de ser uma Virada aberta, democrática e com o objetivo de melhorar e ocupar os espaços públicos de São Paulo. 

Quer saber mais sobre este e outros abaixo-assinados?
Curta a Change.org no Facebook!

O que você quer mudar?
Faça um abaixo-assinado.

A pessoa (ou organização) que iniciou este abaixo-assinado não é afiliada à Change.org. A Change.org não criou esta campanha e não é responsável pelo conteúdo do abaixo-assinado.
Este email foi enviado pela Change.org para odtur@ig.com.br. Você pode editar suas preferências de email ou cancelar o recebimento dos emails da Change.org.
Fazer abaixo-assinado   ·   Entre em contato   ·   Política de privacidade
Change.org   ·   548 Market St #29993, San Francisco, CA 94104-5401, EUA

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger