4 de mar de 2017

Ricardo Salles: da prisão por pensão à riqueza do secretário de Alckmin

11/01/2016 09h50

Ricardo Salles: da prisão por pensão à riqueza do secretário de Alckmin


460
Por: Folha de Dourados  http://www.folhadedourados.com.br/noticias/ricardo-salles-da-prisao-por-pensao-a-riqueza-meteorica
Ricardo de Aquino Salles era, até dezembro de 2014, secretário particular do governador de São Paulo Geraldo Alckmin.
Em 18.12.2015, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo autorizou o início de procedimento criminal para apurar a contração, pelo Grupo BUENO NETTO, de construção civil, de Ricardo Salles para evitar uma derrocada do grupo ao meio de vários processos.
Segundo o Ministério Público no pedido de investigação: “A notícia crime dá conta que a empresa BNE Administração de Imóveis S/A, bem assim seus sócios e, principalmente, o Dr. Ricardo Salles, Advogado por ela contratado para livrar bens e ativos de constrições judiciais e de obrigações contratuais, passaram a adotar expedientes fraudulentos de várias matizes, com atuações em vários flancos visando atingir seus objetivos, com isso, causando prejuízos à empresa SPPATRIM e demais pessoas físicas e jurídicas adquirentes de imóveis da BNE. Dentre os expedientes ilícitos, porém, segundo a representação, o grupo, através do advogado Ricardo Salles (...) Os documentos demonstram, ainda, que várias ações judiciais em face da BNE têm sido julgadas procedentes, o que confere certa consistência ao que seria um plano para evitar uma derrocada maior ao grupo (...) verifica-se a necessidade de prosseguimento das investigações no âmbito deste Egrégio Tribunal, especialmente para apuração do que poderia ser delineado como possíveis práticas de condutas criminais.” (Autos n. 2270253-73.2015.8.26.0000)
Em pesquisas pelo Diário de Justiça, se encontrou sentença, em ação revisional de alimentos (0043502-29.2013.8.26.0100), movida por RICARDO SALLES contra seus dois filhos, ANNA LUIZA BLUM SALLES e PEDRO HENRIQUE BLUM SALLES, representados pela ex-esposa de RICARDO SALLES, MARIANA BARROSO BLUM.
Conforme a sentença, RICARDO SALLES alegou que, em 2012, não obteve mais lucros como advogado e abandonou a carreira jurídica, passando, no início de 2013, a trabalhar como Secretário Particular do Governador Geraldo Alckmin, em regime de tempo integral, com salário de R$ 12.445,42.
Em junho de 2014, os dois filhos de RICARDO SALLES já estavam há quatro meses sem receber a pensão alimentícia, quando ajuizaram execução para cobrar o pai, RICARDO SALLES, inadimplente nos alimentos devidos aos filhos (ação n. 1053362-03.2014.8.26.0100).
Citado na ação de alimentos, RICARDO SALLES não pagou o débito de R$ 28.288,86 e, em outubro de 2014, justificou a inadimplência, alegando que não possuía condições financeiras sequer para pagar os alimentos aos filhos.
A justificativa não foi aceita pelo Juiz e RICARDO SALLES foi intimado, na última semana de outubro de 2014, a pagar, sob pena de ser preso.
Três semanas depois, em uma reviravolta, RICARDO SALLES, que havia abandonado a advocacia, que não possuía mais clientes, que tinha como única renda seu salário no Estado, pediu para sair do Governo e quitou toda sua dívida de alimentos.
Saiu do Governo para trabalhar dentro do GRUPO BUENO NETTO de Construção Civil, que havia acabado de ser condenado, em arbitragem, a pagar indenização de R$ 120 milhões e que procurava se livrar da dívida. Um ano depois, conforme fotos publicadas em seu próprio FACEBOOK, RICARDO SALLES comprou um barco de luxo novo.
Segundo o SERASA, a renda de RICARDO SALLES, conforme o sistema bancário, é de R$ 3923,00, o que demonstra que o barco e sua vida milionária, com diversas fotos de viagens ao exterior em 2015, publicadas em seu FACEBOOK, não foram pagas com valores que circularam pelo sistema bancário.
RICARDO SALLES é fundador e presidente do Movimento Endireita Brasil, um dos subscritores do pedido de impeachment da Presidente DILMA ROUSSEFF, onde a diretora executiva é a própria filha do controlador do Grupo BUENO NETTO.

(2) Comentários


Envie seu Comentário!


Ricardo Salles, você se lembra que em uma reunião do grupo por1brasilmelhor, na Casa da Renata, eu disse que estava difícil arrumar um partido e candidato sério e honesto para que pudesse votar? Você respondeu no ato: agora você tem esse candidato. Sou eu. Acreditei e votei em você para vereador. E agora, o que você me responderia?
Benone Augusto de Paiva em 04 de agosto de 2016 às 17:37
Esperar o que de um governo do PSDB, somente corrupção e merdas atras de merdas
Afrânio Marques em 21 de julho de 2016 às 08:41

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger