2 de mar de 2017

Seminário analisa fenômeno da corrupção no Brasil e marca lançamento de livro (2008) - Editor - O exemplo de Minas Gerais vindo da Universidade Federal , como tantos outros, bem que poderiam nortear políticos, não só de Minas Gerais, mais de todos os Estados e do Distrito Federal.

G~9095713.JPG

Seminário analisa fenômeno da corrupção no Brasil e marca lançamento de livro

sexta-feira, 5 de setembro de 2008, às 7h14


O seminário Corrupção e Interesse Público, que será realizado hoje, dia 5 de setembro, no Auditório Azul da Escola de Ciência da Informação (ECI) da UFMG, das 9h às 17h, vai reunir pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da UFMG, além de representantes da Fundação Ford e da Controladoria Geral da União.
A promoção é do Centro de Referência do Interesse Público (Crip), criado em 2006 como projeto de pesquisa da UFMG. O Centro se destina a interpretar as questões de interesse público no Brasil, sob perspectiva interdisciplinar, congregando a História, a Ciência Política e a Filosofia. Seu primeiro tema de pesquisa foi a corrupção, que mereceu pesquisa de âmbito nacional.
O evento será encerrado com o lançamento do livro Corrupção: Ensaios e Crítica, organizado pelos professores da UFMG Leonardo Avritzer, Newton Bignotto, Juarez Guimarães e pela vice-reitora Heloísa Starling. A participação é gratuita e não depende de inscrições. A programação do seminário está no site www.interessepublico.org.
O livro Corrupção: Ensaios e Crítica, que será lançado pela Editora UFMG na ocasião, tem como objetivo oferecer ao leitor conjunto de reflexões e estudos que alarguem a compreensão do fenômeno da corrupção nas democracias ocidentais e no Brasil.
A estratégia consiste em apresentar abordagem que aproxima o estudo da situação presente à pesquisa das raízes históricas e culturais da corrupção. Isso não quer dizer que o livro não pretenda realizar uma contribuição ao processo de combate à corrupção: sua intenção é mostrar quais são os fundamentos culturais e históricos que determinaram uma trajetória que, muito provavelmente, está chegando ao seu final. Ele também aponta, com muita clareza, qual é o elemento ou o conceito-chave para a superação da corrupção: o resgate do conceito de interesse público.
https://www.ufmg.br/online/arquivos/009683.shtml
Share:

0 comentários:

Postar um comentário