15 de mar de 2017

Terça-Feira, 16 de Junho de 2009, 08h54 JUDICIÁRIO Família Mendes se perpetua nos Poderes há vários anos



Terça-Feira, 16 de Junho de 2009, 08h54
JUDICIÁRIO
Família Mendes se perpetua nos Poderes há vários anos


  Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Djalma Mendes, defendor público-geral do Estado, ministro do STF Gilmar Mendes e o juiz Yale Mendes
  A família Mendes, originária de Diamantino, protagoniza um curioso caso de sucesso no Judiciário brasileiro e que já extrapola em muito as barreiras de Mato Grosso. O patriarca, desembargador Joaquim Pereira Ferreira Mendes, conseguiu emplacar ao menos dez sucessores de prestígio na carreira jurídica. O principal deles é o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), polêmico ministro Gilmar Mendes. A família “comanda” não apenas a mais alta corte do país, como tem representantes em várias esferas de Poder, seja por meio da magistratura ou na política. Por quase 10 anos, o patriarca e desembargador Joaquim Pereira Ferreira Mendes ocupou a presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (1908-1913, 1916-1917 e 1918-1920). Foi o único a presidi-lo por mais de duas vezes. O neto Milton Ferreira Mendes seguiu os passos do avô e exerceu o cargo de juiz e após foi promovido a desembargador em Mato grosso por 8 anos.
   Quatro netos de Mário despontaram nas diversas esferas do Judiciário mato-grossense e do Distrito Federal, entre eles os desembargadores Milton ferreira Mendes, Mário Ferreira Mendes, Joazil Mendes Gardés e o juiz Élcio Sabo Mendes.  Dois deles alçaram vôo mais alto e já trabalham em Brasília. São eles o ministro Gilmar e Ítalo Ferreira Mendes. Juiz-membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Yale Sabo Mendes é reconhecido nacionalmente pela atuação no Juizado Especial do Planalto, em processos relacionados ao Direito do Consumidor. Ele é irmão do desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF), Ítalo Fioravanti Sabo Mendes. Ambos são primos  do juiz Francisco Alexandre Mendes, que fará parte do Pleno do TRE no biênio 2009–2011, ocupando a função de juiz-membro titular desse Tribunal, tendo o próprio Yale como seu substituto. Embora travem uma demanda judicial, ambos são parentes pois o avo de Francisco Alexandre  é irmao do avô de Yale.  
   Por outro lado, Ítalo e Yale são primos de primeiro grau do presidente do STF, Gilmar Mendes, neto de Mário Ferreira Mendes, sendo que o ministro Gilmar é filho de Francisco Ferreira Mendes, prefeito de Diamantino pela Arena durante o período militar. Ítalo e Gilmar cursaram Direito na Universidade de Brasília (UnB). Já Yale é formado pela UFMT. Após exercer o prestigiado cargo de advogado-geral da União e fundar a Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Diamantino (Uned), Gilmar Mendes foi nomeado ministro do STF em 2002, pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).
   O sucesso da família na magistratura, além da herança política, certamente contribuiu para que o irmão caçula do presidente do STF, Francisco Ferreira Mendes Júnior, o Chico Mendes (PR), chegasse ao posto de prefeito de Diamantino, inclusive por dois mandatos. Seu candidato à sucessão nas eleições de 2008, Juviano Lincoln (PPS), foi derrotado nas urnas, mas “levou” a prefeitura no chamado tapetão. É que, com a cassação de Erival Capistrano (PDT) por crime eleitoral, a cadeira ficou com Lincoln, que pertence ao grupo dos Mendes. O último membro da família Mendes a despontar na vida pública é Djalma Sabo Mendes, nomeado este ano defensor público-geral do Estado, mesmo com menor votação dos defensores. Foi uma escolha pessoal do governador Blairo Maggi, amigo pessoal do ministro Mendes. Os Mendes ainda conta com juíz no Estados do Acre, sendo ele Élcio Sabo Mendes Júnior, que atua em Rio Branco (AC). Ele é filho do juiz aposentado Élcio Sabo Mendes, tio do ministro Gilmar. Além disso, a família conta com o procurador do Estado aposentado Djalma Mendes, pai do defensor-geral Djalma Sabo Mendes. (Andréa Haddad)

Fonte: RDNEWS - Notícias e Bastidores da Política em Mato Grosso
Visite o website: http://www.rdnews.com.br/
Share:

0 comentários:

Postar um comentário