2 de mar de 2017

Universidade de Columbia convida militantes antigolpe para seminário em Nova York

O protesto dos brasileiros antigolpe em seminário recente na Universidade de Columbia, Nova York, contra o juiz Sergio Moro, gerou um profundo impacto na comunidade acadêmica local.
Os organizadores do evento, que contou com a participação de Sergio Moro e Carmen Lucia, foram acusados de terem ignorado o contraditório. Provavelmente, nem imaginavam que houvesse contraditório, pois a blindagem midiática brasileira em favor de Sergio Moro é avassaladora.
O protesto, felizmente, furou o bloqueio.
A Columbia então decidiu organizar um outro seminário, a se realizar neste dia 3 de março, com a presença de Natalia Campos, representante do movimento Defend Democracy in Brazil, que é composto por brasileiros residentes nos EUA, e americanos simpatizantes, que se opuseram ao golpe de Estado em 2016 e acham, portanto, que o atual governo brasileiro é ilegítimo.
O link deste seminário é este:
Os estrangeiros, como aliás tem sido comum nestes tempos sombrios vividos pelo Brasil, tem se mostrado mais interessados em ouvir opiniões diferentes do que as próprias instituições e imprensa nacionais.
No Brasil, universidades que organizam eventos contra o golpe estão sendo perseguidos por membros do Ministério Público Federal (MPF), como é o caso do reitor da UFRJ.
A grande imprensa brasileira, por sua vez, em nenhum momento abriu espaço para o contraditório, até porque foi peça essencial na criação da atmosfera de terrorismo político que levou ao golpe.
http://www.ocafezinho.com/2017/03/02/universidade-de-columbia-convida-militantes-antigolpe-para-seminario-em-nova-york/  por iguel do Rosário - redação

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger