19 de abr de 2017

Documento liga José Carlos Aleluia à Máfia das Ambulâncias. -Editor- esse deputado quer a prisão do presidente do PSOL

26 de agosto de 2006


Documento liga José Carlos Aleluia à Máfia das Ambulâncias

O deputado José Carlos Aleluia, radical da direita baiana que tem como principal diversão atacar o presidente Lula, acaba de ser desmascarado pelo jornal Correio Braziliense (25). O jornal publicou matéria na qual aponta envolvimento do líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Carlos Aleluia (PFL-BA), ex-líder do PFL, com a máfia das ambulâncias. Aleluia teria autorizado o deputado Lino Rossi (PP-MT) para negociar propina com os donos da Planam. É o que revela documento apreendido pela Polícia Federal na empresa Planam, durante a Operação Sanguessuga. Aleluia recebeu R$ 400 mil de propina, segundo o documento de posse da Polícia Federal.

O baiano José Carlos Aleluia é um dos sub-relatores da CPI instalada para investigar o escândalo, que apontou Rossi como um dos deputados mais próximos aos empresários do Mato Grosso acusados de fraudar a compra de ambulâncias com dinheiro do Orçamento da União. É claro que Aleluia negou tudo. Ele não sabe de nada...nunca soube de nada... e o cínico conforme ele sempre diz é o presidente Lula.

As informações da Polícia Federal foram organizadas no documento sob o título “deputados acertados”, onde apareceram listados os nomes de Aleluia e quatro ex-parlamentares da legislatura passada, ou seja, durante o governo Fernando Henrique Cardoso.
Ao lado do nome de cada deputado, foram anotados dois valores — o segundo corresponde a 2% do primeiro. No caso do deputado Aleluia, do PFL baiano, foram registrados, respectivamente, R$ 400 mil e R$ 8 mil.

EMENDAS DE ALELUIA

Segundo a reportagem, em depoimento à Justiça Federal do Mato Grosso, em 20 de julho, Darci Vedoin, sócio da Planam, explicou que os valores anotados à direita se referiam à suposta comissão devida a Lino Rossi, “por ter conseguido recursos de emendas dos parlamentares arrolados”.

O empresário apontou o deputado do Mato Grosso como o beneficiário de R$ 39 mil, por ter captado, em nome de terceiros, cerca de R$ 1,940 milhão em emendas para a compra de ambulâncias.

O documento não trouxe detalhes dos projetos, como data, por exemplo. Mas ele fez parte de uma série de papéis que revelou transferências financeiras realizadas pela Planam para Lino Rossi, entre 2000 e 2002.

Nesse período, Aleluia, então aliado do governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), apresentou várias emendas ao Orçamento para a melhoria dos serviços de Saúde em seu Estado. Em 2002, o líder da oposição destinou R$ 500 mil para a aquisição de ambulâncias. A proposta se somou a outras apresentadas pela bancada da Bahia, segundo levantamento da ONG Contas Abertas.

ALELUIA SERÁ INVESTIGADO

Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), vice-líder da bancada petista, é preciso investigar a denúncia. “Como se trata de mais uma denúncia, é preciso produzir investigação para que não haja dúvidas”, defendeu.

Fernando Ferro avaliou que a extensão da “máfia das sanguessugas é algo preocupante”. Para ele, essas novas denúncias demonstram que “o fundo do poço ainda não chegou”.
O petista sugeriu que as denúncias sejam incluídas nas investigações da CPI das ambulâncias e encaminhadas também ao Ministério Público Federal.

José Carlos Aleluia, ainda segundo a reportagem, negou conversas com Lino Rossi para tratar de Orçamento ou outro assunto. “Nunca tive contato com ele ou qualquer um da empresa Planam”, disse o deputado do PFL.

Comments:
CARÍSSIMOS JORNALISTA, achei seu blog por acaso ao digitar o nome do deputado aleluia. Ha, por falar no deputado aleluia, vocês viram o debate dele na Câmara dos Deputados acerca da pec 487/2005 que trata da autonomia dos defensores públicos? Ele disse que é um exagero investir nas defensorias públicas do Brasil. Ora, ora, logo ele não, que tá envolvido na máfia das ambulâncias. Sequer ele leu o II DIAGNÓSTICO DAS DEFENSORIAS PÚBLICAS NO BRASIL! Foi notícia até na folha on line. Se ele, como deputado federal, foi eleito para representar a população carente e rica do seu estado, não dá importância para uma instituição que tem por missão dar o acesso efetivo dos pobres ao judiciário, por meio de um defensor público, QUEM DARÁ????

FREDERICO - FORTALEZA(CE)
Postar um comentário 
http://bahiadefato.blogspot.com/2006/08/documento-liga-jos-carlos-aleluia-mfia.html
Share:

0 comentários:

Postar um comentário