24 de abr de 2017

Era pra isso que tentavam privatizar a água. - Editor - a bandidagem da privatização da água em Madri. O PSDB DE LÁ É O PP. É BOM FICAR DE OLHO VIVO, POIS MUITA TRANSNACIONAL QUER OS NOSSOS AGUÍFEROS.

Era pra isso que tentavam privatizar a água

Era pra isso que tentavam privatizar a água de Madri. Pra lucrar. Não era problema do funcionamento do sistema público. Era ansiedade pelo dinheiro, era roubo, era crime contra o povo utilizando um bem público e necessário. Por Víctor David López


Por Víctor Davis López*

Olá, bem-vindas e bem-vindos. Nocaute na Espanha.
Era pra isso que tentavam privatizar a água de Madri. Pra lucrar. Não era problema do funcionamento do sistema público. Era ansiedade pelo dinheiro, era roubo, era crime contra o povo utilizando um bem público e necessário. Justamente há algumas semanas falamos sobre a empresa pública gestora da água madrilena.

Utilizar a empresa pública da água para se enriquecer: um problema enorme se você é o Presidente da Comunidade de Madri, como foi o Ignacio González (equivalente a governador de Madri entre 2012 e 2015, sucessor da Esperanza Aguirre, ambos do conservador Partido Popular). Um governo autonômico que já possui enviados especiais na prisão, como o ex-Secretário de Justiça, Francisco Granados, um dos líderes da trama que encheu Madri de corrupção nas últimas décadas.

O ex-presidente de Madri, Ignacio González, também foi preso pela polícia há algumas horas. Antes de ser governador, liderava a gestão da empresa pública da água, o Canal de Isabel II. Compraram, acima do valor do mercado, sociedades no Brasil (a empresa Emissão Engenharia e Construções) e na Colômbia, compras superfaturadas para lavagem de dinheiro através do Canal de Isabel II, a empresa pública de águas e esgotos de Madri. Dinheiro ilegal procedente na maioria das vezes das propinas das empreiteiras e de outros contratos públicos. A Fiscalia Anticorrupção investiga as compras irregulares. Outras onze pessoas da trama de corrupção também foram presas.

É o governo que tentava privatizar a água de Madri. Eles queriam ser proprietários do produto, como se a água fosse um condomínio, um carro, um relógio ou qualquer artigo de luxo. É o mesmo governo autonômico que agora tem uma presidenta, Cristina Cifuentes, na qual ninguém confia porque também estava na direção da empresa pública. É o mesmo partido político, o Partido Popular, do presidente do país, Mariano Rajoy, que viajará para o Brasil no dia 23 de abril para se reunir com o Michel Temer. Um presidente, Rajoy, que segundo ele não conhecia as atividades corruptas do partido, e que vai ter que declarar como testemunha em outra trama de lavagem de dinheiro, a mais importante, a Trama Gurtel, essa sim a nível nacional.

* Víctor David López (Valladolid, Espanha, 1979). Jornalista, editor literário e escritor. Colabora na Radio Nacional da Espanha e escreve no jornal El Español. Trabalhou nos jornais espanhóis As, Marca e La Razón. É co-diretor da editora madrilena Ediciones Ambulantes, especializada em literatura brasileira e sobre o Brasil. É autor dos livros “Maracanã, territorio sagrado” (2014), “Brasil salta a la cancha” (prólogo) (2016) y “Brasil, Golpe de 2016” (prólogo). Twitter: @VictorDavLopez
http://www.nocaute.blog.br/mundo/era-pra-isso-que-tentavam-privatizar-agua.html

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger