30 de mai de 2017

Em debate a desnacionalização das telecomunicações no 3º ENDC.. -Editor - a desnacionalização é o caminho da perda da SOBERANIA E A SUBSERVIENCIA AO CAPITAL TRANSNACIONAL

Em debate a desnacionalização das telecomunicações no 3º ENDC


O Clube de Engenharia apresentou propostas concretas que podem ser adotadas para reverter o processo de desnacionalização. Foto: Facebook do FNDC.
O Clube de Engenharia apresentou propostas concretas que podem ser adotadas para reverter o processo de desnacionalização.
Foto: Facebook do FNDC.
O Clube de Engenharia se fez presente nos dias 27 e 28 de maio no 3º Encontro Nacional pelo Direito à Comunicação (ENDC), na Universidade de Brasília (UnB). Na ocasião, Márcio Patusco, conselheiro do Clube e subchefe da Divisão Técnica de Eletrônica e Tecnologia da Informação (DETI), traçou o histórico da desnacionalização das telecomunicações no país desde a década de 80, apontando as consequências para a indústria, para os serviços de telecomunicações e para a soberania nacional.
Patusco, que também é presidente do Conselho Consultivo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), apresentou-se no painel "Desnacionalização da economia na área de telecomunicações", junto a Marcos Dantas, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Flávia Lefevre, advogada da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste).
O engenheiro apresentou propostas concretas que poderiam ser adotadas para reverter esse processo e lamentou a ausência da senadora Vanessa Graziotin (PCdoB-AM), prevista para participar do painel, uma vez que o poder legislativo tem mais ferramentas de atuação nas ações de desnacionalização. Segundo ele, embora o tema seja frequentemente debatido entre os que se inserem nos movimentos pela democratização da comunicação, para o público presente o assunto foi uma novidade.
Acesse a apresentação de Marcio Patusco aqui
Share:

0 comentários:

Postar um comentário