14 de jun de 2017

Van Hattem quer incluir Banrisul, Procergs e Corsan em plebiscito sobre privatizações. -Editor- tremenda rapinagem com o patrimonio do Estado do Rio Grande do Sul, patrocinado pelos GOLPISTAS E BANDIDOS DO PMDB, QUE NÃO É EXCLUSIVIDADE DELES. DIRETAS JÁ. PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO PÚBLICO. PRIVATARIA TUCANA NUNCA MAIS, NEM PEEMEDEBISTA.



Van Hattem quer incluir Banrisul, Procergs e Corsan em plebiscito sobre privatizações



Van Hattem quer incluir Procergs, Corsan e Banrisul em plebiscito | Foto: Guilherme Santos/Sul21

Da Redação
O deputado estadual Marcel van Hattem (PP) pretende ampliar a lista de empresas públicas a passarem por plebiscito para uma possível privatização. Na terça-feira (13), o parlamentar protocolou emenda ao Projeto de Lei (PL) 107/2017 e ao Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 3/2017 acrescentando Banrisul, Procergs e Corsan à lista que já contava com CEEE, CRM e Sulgás.
“Para contribuir ao debate e aproveitar o recurso que já será gasto em um plebiscito de qualquer forma, sugeri ampliar a consulta”, escreveu Van Hattem em sua página no Facebook ao anunciar o feito.
Para deputados da oposição, a medida confirma os alertas da Frente Parlamentar em Defesa do Banrisul Público. “Embora negasse, o governo sempre teve esta intenção, porque está no seu DNA, na sua natureza, vender patrimônio público, transferir riquezas do povo gaúcho para a iniciativa privada. Este é o desmonte do Estado a que temos assistido desde que Sartori tomou posse no Palácio Piratini”, afirma o deputado Zé Nunes (PT), coordenador da Frente Parlamentar instituída em março deste ano. “O banco é a joia mais preciosa da coroa, porque dá lucro e está presente em 98,5% do território estadual. Imaginem o interesse de outros bancos por esta patrimônio e capilaridade nos municípios?”, acrescentou ainda o parlamentar.
Depois de desistir do projeto que tentava eliminar a necessidade de plebiscito para a privatização das estatais – já que não tinha votos suficientes na Assembleia -, o governo Sartori resolveu fazer a consulta popular. No entanto, não há mais tempo hábil para realizá-lo ainda em 2017, como queria o governo do Estado. Caso José Ivo Sartori decida prosseguir com a ideia de realizar um plebiscito para a privatização das estatais, ele só poderá ocorrer em 2018.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger