8 de jul de 2017

Deputado da oposição fala em provocar violência para forçar intervenção estrangeira na Venezuela. - Editor- Lá, como aqui, os canalhas agem da mesma forma e pedem ajuda ao mesmo patrão.

Deputado da oposição fala em provocar violência para forçar intervenção estrangeira na Venezuela.

"Para chegar a uma intervenção estrangeira, é preciso passar previamente pela etapa atual de violência", diz parlamentar da oposição

http://www.nocaute.blog.br/america-latina/deputado-da-oposicao-fala-em-provocar-violencia-para-forcar-intervencao-estrangeira-na-venezuela.html
O deputado venezuelano Juan Requesens, membro do partido Primero Justicia, afirmou publicamente que os protestos violentos feitos pela oposição são uma estratégia necessária para conseguir uma invasão estrangeira no país e derrubar o governo de Nicolás Maduro.
“Para chegar a uma intervenção estrangeira, é preciso passar previamente pela etapa atual de violência”, afirmou. A declaração foi feita em um evento público do qual ele participava, na Universidade Internacional da Flórida, em Miami, em 5 de julho, dia em que a Venezuela celebra sua independência da coroa espanhola.
Segundo Juan Requesens, é preciso impedir a governabilidade de Maduro e obter apoio da opinião pública internacional. E, se a oposição conseguir paralisar a Venezuela mas, ainda assim, acontecer normalmente a eleição para a Assembleia Nacional Constituinte, haverá uma guerra.
“Eu não sei o que vai acontecer neste país, nem posso dizer a vocês que o Nicolás Maduro vai cair amanhã, nem que esta é a cura para todos os males”, afirmou.
Aos 28 anos, Requesens iniciou sua carreira política como liderança do movimento estudantil há dez anos, na Universidade Central da Venezuela, em Caracas, no curso de Ciência Política. Em 2015, foi eleito deputado.

Foto: Telesur
Em 2014, esteve à frente de uma jornada violenta de protestos contra o governo, em que aconteceram diversas guarimbas por todo o país – tipo de manifestação que fecha estradas, ruas e avenidas, impedindo a passagem de veículos.
Os guarimberos são um grupo de aproximadamente sete pessoas que, antes de amanhecer, constroem barricadas com caixas de madeira, sacos de lixo ou pneus e reforçam o bloqueio da via com fogueiras. De lá, atiram bombas de gás lacrimogêneo contra a Guarda Nacional Bolivariana ou contra quem quiser dispersá-los.
As guarimbas deixaram 43 mortos na Venezuela em 2014.
A íntegra de sua fala está disponível abaixo:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger