16 de jul de 2017

Nota de repúdio ao ministro da Saúde

Nota de repúdio ao ministro da Saúde

Em mais uma declaração infeliz, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, tenta atribuir aos médicos do SUS a culpa pelos problemas que o sistema apresenta desde o seu nascedouro. Dizer que os médicos do SUS “fingem que trabalham” é uma afirmação leviana e desrespeitosa de quem não conhece a realidade da saúde pública no Brasil. O ministro e os políticos, de forma geral, deveriam olhar para o próprio umbigo. Não são os médicos do SUS que estão sendo investigados por corrupção e desvio de bilhões em recursos públicos que deveriam ter sido destinados aos serviços públicos em benefício da sociedade. Quem finge que gerencia são esses mesmos políticos, que vão parar nas cadeiras de gestores públicos para satisfazer as vontades pouco ou nada republicanas de partidos políticos. O atendimento à população é insatisfatório sim, no setor da Saúde. Mas o médico jamais pode ser apontado como culpado por isso. O médico é, tal qual a população, vítima, pois a ele são impostas condições de trabalho para lá de precárias e remuneração que beira ao ridículo se levarmos em consideração o tempo de estudo necessário para a formação de um bom profissional. Por tudo isso, a Ames repudia veementemente as declarações do ministro Ricardo Barros e espera que o Ministério da Saúde e o Governo Federal saibam identificar os problemas reais que prejudicam a prestação de serviços adequados à população brasileira.
http://www.ames.org.br/

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger