11 de jul de 2017

Samuel Pinheiro Guimarães: Com Meirelles, é o mercado contra o povo. -Editor - está mais do que na hora do POVO DAR UM BASTA NA GULOSIDADE DO MERCADO.

Samuel Pinheiro Guimarães: Com Meirelles, é o mercado contra o povo

Agora querem emplacar Rodrigo Maia, que vai limpar todo o caminho para acelerar as reformas
A questão importante, hoje no Brasil, é a tentativa do mercado, das classes hegemônicas, dos banqueiros, dos proprietários dos meios de comunicação, dos grandes proprietários rurais, dos grandes proprietários urbanos, dos rentistas, dos administradores de fundos, que eram modestos professores no passado, dos jornalistas e dos acadêmicos que querem a solução do mercado. É o mercado contra o povo. Este é o programa econômico do senhor Meirelles.
O senhor Michel Temer é o protagonista de uma novela da Globo. Uma novela de bandidos e mocinhos. De um lado os mocinhos. Quem são os mocinhos? Os mocinhos são o senhor Henrique Meirelles, é o senhor Sérgio Moro, juiz de primeira instância que manda no judiciário brasileiro, certo? É o senhor Deltan Dallagnol, procurador que cobra R$ 40 mil por suas palestras, é o senhor Carlos Fernando Cruz. E a Polícia Federal? Lembram-se do japonês que prendia as pessoas? Está preso hoje. Esses são os heróis da novela da Globo. E quem são os bandidos? Os bandidos hoje são: o senhor Temer, o senhor Padilha, é o senhor Moreira Franco. É o Lula, na margem, né?
O foco saiu um pouco do Lula, porque eles querem emplacar Maia, que vai limpar todo o caminho para acelerar as reformas, que não são reformas, eles roubaram essa nossa palavra. São retrocessos. Reformas eram as reformas de base de antigamente. Eles apresentam essas reformas a favor do povo, isso é, acabar com os sindicatos é a favor do povo, acabar com a previdência é a favor do povo, acabar com o ensino é a favor do povo. Isso que é a favor do povo?
É um escândalo o que nós estamos vendo, procuram consolidar na Constituição e na legislação essas medidas que são contra o povo, contra a classe trabalhadora, contra os excluídos, contra o Brasil.
Hoje estão fechando os postos do INSS, ontem faltava passaporte, falta recurso para a Polícia Rodoviária. Eles acham tudo isso normal. É isso.
Nós temos que ser a favor não da mudança do senhor Temer, mas que o senhor Temer fique no governo que aí está, que ele fique até 2018, quando chegarmos na campanha eleitoral. Qualquer coisa contrária a essa situação é um equívoco. Obrigado.
http://www.nocaute.blog.br/brasil/samuel-pinheiro-guimaraes-com-meirelles-e-o-mercado-contra-o-povo.html

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger