16 de jul de 2017

Sindimed considera desrespeitosa fala do ministro da Saúde. Editor - Repassando as notas de repúdio, estamos repudiando todo esse GOLPISMO. O que é estranho, que entidades representantivas da classe médica, pouco ou nada fizeram contra o GOLPE PERPETRADO NA DEMOCRACIA. A manifestação da classe médica foi pronta quando da implantação do programa MAIS MÉDICOS.

Sindimed considera desrespeitosa fala do ministro da Saúde

Postada em 14 de julho de 2017 as 09:31
Compartilhe:


O atual ministro da saúde, Ricardo Barros, mostrou, mais uma vez, o seu despreparo para exercer o cargo de gestor máximo do Sistema Único de Saúde (SUS). No último dia 13, em uma tentativa de desviar o foco dos reais problemas da saúde, Barros desrespeitou a categoria médica ao declarar que “médico tem que parar de fingir que trabalha”. 
Por desconhecimento, ou má fé, o ministro omite a falta de uma política de recursos humanos uniforme e coerente, baseada em uma carreira do SUS, um dos principais condicionantes, junto com o subfinanciamento, para a desorganização do sistema de saúde. Procura desviar o foco das atenções, dias após ver sua gestão ser reprovada no Conselho Nacional de Saúde por não cumprir a aplicação mínima constitucional de 15% das receitas correntes líquidas.
Este é mais uma ataque aos médicos brasileiros feito por este deputado alçado ao Ministério da Saúde através de barganhas políticas. Em março deste ano, Ricardo Barros comentou sobre possíveis desistências de médicos brasileiros em atuar no Programa Mais Médicos, com insinuações inverídicas e grotescas acerca de sua capacidade de trabalho, quando deveria reconhecer que na maioria das vezes não são oferecidas condições laborais adequadas aos colegas patrícios.

http://www.sindimed-ba.org.br/sindimed-considera-desrespeitosa-fala-do-ministro-da-saude

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger