11 de dez de 2012

Circuito de aventuras Chico Mendes: emoção no meio da floresta amazônica - XapuriAC

Pousada, trilhas na floresta, arvorismo, tirolesa e cicloturismo fazem parte do roteiro turístico, no município acreano de Xapuri       


 

  Janine Brasil - jornalismo@portalamazonia.com

São 623 metros de aventura e contemplação da natureza. Foto: Setul
RIO BRANCO - Inaugurado em abril de 2012, o Circuito de Aventuras Chico Mendes, localizado na Pousada Ecológica Seringal Cachoeira, é garantia de diversão, adrenalina e contemplação da natureza. São 16 obstáculos, que totalizam um percurso de 623 metros, sendo 323 metros de arvorismo e 300 de tirolesa. Considerado o maior circuito de aventura da Amazônia, o local recebeu esse nome em homenagem ao líder seringueiro Chico Mendes que lutou para que o Cachoeira não fosse tomado pelos fazendeiros da época.


Além do arvorismo e das descidas de tirolesa, os visitantes podem aproveitar os passeios em trilhas ecológicas e cicloturismo. Todas as práticas oferecidas pela pousada são praticadas com acompanhamento de profissionais devidamente qualificados. Qualquer pessoa, antes de subir para praticar o arvorismo, passa por uma espécie de triagem e treinamento. Somente depois o aventureiro é liberado para a atividade. “Perguntamos, por exemplo, se ela tem problemas cardíacos, se tomou café da manhã, para não correr risco de desmaiar e etc”, adianta o guia Jakson Souza.
O treinamento é rigoroso, porém rápido. O visitante é ensinado a utilizar os cabos de segurança para se mover entre os obstáculos. A pessoa é presa a dois cabos, seguros a uma cadeirinha e ao cabo de segurança. E há ainda outro no chão, onde uma trilha simula a sensação que o aventureiro vai sentir quando estiver nas alturas.
No total são nove monitores que trabalham na área do arvorismo da pousada. Todos os profissionais foram devidamente treinados e passaram por um curso de 120 horas, com aulas práticas e teóricas de técnicas de segurança, primeiros socorros e resgates.
A vantagem da prática esportiva é que você pratica um esporte ao mesmo tempo que contempla a natureza. O editor de imagens Maurício Henrique disse que foi a primeira vez que praticou o arvorismo e pretende voltar. “Eu adorei fazer o percurso é tudo muito seguro e os instrutores nos deixam muito a vontade. A sensação que você sente é que está voando no meio da floresta”, contou.
Tipos de arvorismo
No acrobático, o aventureiro pratica percursos de equilíbrio e coordenação motora. O circuito possui obstáculos como redes e pontes que são colocadas nas travessias entre as árvores. Já no arvorismo contemplativo, o praticante faz um passeio entre as árvores a 25 metros de altura. Essa é uma boa opção para quem prefere praticar uma atividade tranquila, e aproveitar as belezas naturais. Ambas as atividades são contemplativas, e, no caso do Circuito de Aventuras Chico Mendes, os participantes podem apreciar as copas da árvores, das seringueiras

A pousada oferece além do circuito vários tipos de hospedagem, trilhas, almoço e jantar. Foto: Janine Brasil
Opções de hospedagem
A Pousada Ecológica do Seringal Cachoeira recebe famílias de todo o Estado e grupos de turistas. “Temos opções para todos os gostos. Temos belichários, chalés individuais, família e casal”, explica a administradora da pousada, Fernanda Mendes.
A estadia conta com o café da manhã por conta da pousada e além disso o local serve um variado buffet regional disponíveis para almoço e jantar. Os valores para quem quiser ficar na pousada são: Chalé Cas/al R$130, Chalé Família R$190 (três pessoas), Belichário R$60 (individual).
A pousada conta também com trilhas que passam pelo meio da Floresta Amazônica. Trilha da Samaúma R$50; Trilha do Seringueiro R$40; passeio no lago, passeio de canoa e pedalinho e banho de piscina, para quem está hospedado na pousada, é grátis. Almoço e jantar R$30 por pessoa com direito a suco de frutas regionais e sobremesa. Servidores públicos tem 50% de desconto (comprovado) e se o casal quiser participar do arvorismo juntos a pousada dá um desconto de 10%.
Servidor público 50% comprovadamente, casal paca desconto 10% arvorismo.
Se o visitante quiser somente praticar o arvorismo ou apreciar as trilhas e não quiser passar a noite no local, a pousada disponibiliza passaportes que variam de acordo com as modalidades praticadas. Os passaportes são: verde (Arvorismo acrobático, arvorismo contemplativo e tirolesa – R$ 70/por pessoa); Vermelho (Rapel – R$ 50/por pessoa); Azul (Ascensão, arvorismo contemplativo, tirolesa – R$ 40/por pessoa); Amarelo (Ascensão e descensão – R$ 30/por pessoa).
matéria redacional do  www.portalamazonia.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger