16 de mai de 2015

"Devemos salvar Palmyra", diz director-geral da UNESCO Irina Bokova - Siria


O Director-Geral da UNESCO, Irina Bokova, expressou hoje sua profunda preocupação com os relatos de combates perto Palmyra , pondo em perigo a população local e que levanta uma ameaça iminente para o site, inscrito na lista do Património Mundial da UNESCO. Irina Bokova apelou à cessação imediata dos combates.
Quinta-feira, maio 14, 2015

© UNESCO / Ron Van Oers

De acordo com várias fontes, grupos extremistas armados invadiram a cidade de Tadmur, que abriga o sítio arqueológico de Palmyra, um dos sítios culturais mais importantes do Oriente Médio.
Palmyra representa uma relíquia única do primeiro século dC, e uma obra-prima da arquitetura e urbanismo romano, com sua famosa rua principal com colunas eo templo de Baal, um dos monumentos culturais mais importantes de toda a região.
"O sitio já sofreu quatro anos de conflito, ele sofria de saques e representa um tesouro insubstituível para o povo sírio e para o mundo."
"Faço um apelo a todas as partes para proteger Palmyra e fazer todos os esforços para evitar a sua destruição", disse o Diretor-Geral.



Share:

0 comentários:

Postar um comentário