13 de jul de 2016

CONHEÇA OS TRAIDORES que votaram pela entrega do Pré-Sal

CONHEÇA OS TRAIDORES
que votaram pela entrega do Pré-Sal
page1image2040 page1image2208 page1image2808
AMAZONAS
Átila Lins PSD/AM
BAHIA
osé Carlos Aleluia
Jutahy Junior DEM/BA PSDB/BA
MINAS GERAIS
ALAGOAS
Marx Beltrão PMDB/AL
Max Filho PSDB/ES
Lelo Coimbra PMDB/ES
AMAPÁ
Cabuçu Borges PMDB/AP
Estes são os deputados que estão entregando nossa riqueza ao capital internacional.
page1image9152 page1image9312 page1image9472 page1image9632 page1image10064 page1image10224 page1image10656 page1image10816 page1image11248 page1image11408
MATO GROSSO DO SUL
arlos Marun MDB/MS
RIO DE JANEIRO
Bebeto PSB/BA
page1image13792 page1image14224
J
page1image15104 page1image15264 page1image15696 page1image15856
ESPÍRITO SANTO
page1image16776 page1image17376
Não podemos
deixar que isso aconteça. O Pré-
Sal, além de fazer
do Brasil um dos maiores produtores de petróleo do planeta,

é a maior riqueza que o nosso país dispõe para garantir desenvolvimento econômico e social à população.
Fábio Ramalho PMDB/MG
PARANÁ
Alfredo Kaefer
Rodrigo Maia DEM/RJ
page1image23032 page1image23120
C P
page1image24712
page1image25416
SÃO PAULO
Altineu Côrtes PMDB/RJ
page1image27544
C P
page1image28832 page1image29424
PSL/PR
Eduardo Cury PSDB/SPc
PP/RJ Hugo Leal PSB/RJ
SANTA CATARINA
apitão Augusto R/SP
Julio Lopes
page1image33088 page1image33520 page1image33952 page1image34112 page1image34272
Jose Stédile PSB/RS
Covatti Filho PP/RS
RIO GRANDE DO SUL
osé Fogaça PMDB/RS
Nelson Marquezelli PTB/SP
page1image37432 page1image37592 page1image37752
Ronaldo Benedet PMDB/SC
page1image38656 page1image38816
J
page1image39696 page1image39864 page1image40032

COMEÇOU A ENTREGA
DA NOSSA MAIOR RIQUEZA
page2image1304
A Comissão Especial da Câmara dos Deputados Federais que analisava o PL 4567/16 aprovou por 22 votos o parecer do relator José Carlos Aleluia (DEM/BA) que tira da Petrobrás a exclusividade na operação do Pré-Sal e acaba com a garantia que a empresa tem de participação mínima de 30% nos processos licitatórios para exploração dessas reservas.
Apenas 05 deputados da Comissão votaram contra o relatório: Carlos Zarattini (PT/SP), Valmir Prascidelli (PT/SP), Glauber Braga (PSOL/RJ), Henrique Fontana (PT/RS) e Moema Gramacho (PT/BA). O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás, Davidson Magalhães (PCdoB/BA), apesar de não estar presente no momento da votação, tem sido um grande defensor na luta pela soberania nacional, se contrapondo aos entreguistas que articulam o desmonte da Petrobrás e a entrega do Pré-Sal. Ele e os demais parlamentares nacionalistas serão fundamentais na luta para barrar a aprovação do PL 4567/2016.
O PL 4567/16 segue agora para votação no Plenário da Câmara, onde pode ser aprovado com maioria simples dos votos.
PETROLEIROS INTENSIFICARÃO LUTA EM DEFESA DO PRÉ-SAL E DA PETROBRÁS
A FUP, AEPET, FNP e sindicatos, que desde o ano passado vêm conduzindo lutas nas bases do Sistema Petrobrás e mobilizações no Congresso Nacional para impedir que o Pré-Sal seja entregue às multinacionais, irão intensificar a luta em defesa da soberania nacional.
O coordenador da FUP, José Maria Rangel, reforça a importância de todos os setores da sociedade civil organizada se somarem à mobilização da categoria: “Nossa resistência tem que ser maior a cada dia que passa. Nós petroleiros temos a obrigação de sermos ponta de lança nessa disputa, mas temos a clareza de que sozinhos a gente não ganha essa batalha. Se não houver um movimento como foi ́o petróleo é nosso`, eles vão sucatear a Petrobrás e levar o Pré-Sal”.
CULPADO
Liberar a operação do Pré-Sal é o primeiro passo para acabar com o regime de partilha, conquistado a duras penas pelo povo brasileiro para que o Estado possa utilizar os recursos do petróleo em benefício da população.
Tirar da Petrobrás a exclusividade na operação do Pré-Sal é um ataque frontal à soberania, com o objetivo claro de fragilizar a maior empresa brasileira e a política de conteúdo nacional. Acabar com a garantia legal da Petrobrás ter participação mínima de 30% nos campos licitados fará com que a empresa perca no futuro 82 bilhões de barris petróleo, no mínimo, levando em conta as estimativas de que o Pré-Sal tenha pelo menos 273 bilhões de barris de reservas, como revelam estudos recentes. Nenhuma empresa no mundo abriria mão de todo esse petróleo.
Além disso, a Petrobrás é a única operadora que movimenta a cadeia nacional do setor, gerando empregos e investimentos no país. É também a única petrolífera no mundo que detém domínio tecnológico para operar o Pré-Sal com custos abaixo da média mundial. Menores custos significam mais recursos para a educação e a saúde.
O povo brasileiro não pode permitir que o nosso petróleo seja entregue à Chevron e às outras multinacionais, como prometeu José Serra. O Pré-Sal, além de fazer do país um dos maiores produtores de petróleo do planeta, é a maior riqueza que a nação dispõe para garantir desenvolvimento econômico e social à população.
SERRA, AUTOR DO
PROJETO, PROMETEU ÀS MULTINACIONAIS ACABAR COM O REGIME DE PARTILHA

A proposta que deu origem ao PL 4567/2016 foi aprovada em fevereiro no Senado, através do PLS 131/2015, do então senador José Serra (PSDB/SP),
atual ministro de Relações Exteriores, que desde 2010, quando disputava a eleição presidencial, havia prometido à Chevron e
às outras multinacionais acabar com o Regime de Partilha do Pré-Sal.
O governo interino de Michel Temer e o presidente da Petrobrás, Pedro Parente,
já declararam publicamente o apoio ao PL 4567/16,
confirmando o que a FUP já vinha há tempos alertando: o Pré-Sal está no centro do golpe.
page2image39216
REGIME DE URGÊNCIA
Petroleiros foram impedidos de acessar as galerias do plenário da Câmara, onde os deputados federais aprovaram na noite desta terça-feira, 12, o requerimento para tramitação em regime de urgência do PL-4567, que entrega o pré-sal às multinacionais, colocando em risco, não só a soberania nacional, como os recursos excedentes do petróleo que serão destinados à educação e à saúde do povo. O requerimento foi aprovado por 337 deputados. 105 votaram contra. Mais do que nunca, é hora de todos brasileiros se mobilizarem e pressionarem os parlamentares para impedir que isso aconteça.  fonte fui.org.br

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger