30 de jan de 2017

Doria, toma que o lixo é teu!


 

Doria, toma que o lixo é teu!

A manifestação chama atenção para a tentativa da prefeitura de retirar moradores de rua da cracolândia e não realizar a limpeza do lixo descartado no local
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
"LIXO É LIXO, HUMANO É HUMANO", esse é o lema do coletivo 'A Craco Resiste', que realizou uma manifestação neste sábado, 28, na prefeitura de São Paulo. Junto aos moradores de rua da região da Cracolândia, no bairro da Luz, eles fizeram uma limpeza geral da "Craco", e carregaram em carroças até a prefeitura. Chegando lá, despejaram dezenas de sacos com dejetos nas lixeiras em frente ao prédio.
Hoje a gente fez um movimento de limpeza e varrição dentro da cracolândia. Porque o Doria disse que as pessoas da cracolândia são um lixo humano. Então a gente trouxe o lixo de lá e trouxe aqui [na prefeitura] para dizer que o lixo sai e os humanos ficam", afirmou Marcos Vinícios, do Craco Resiste. Para nós, Cidade Linda tem outra caracterização, Cidade Linda é focada no ser humano, não em limpeza da cidade de uma forma ditatorial.
Foto: Laura Barbosa / Mídia NINJA
Foto: Laura Barbosa / Mídia NINJA
A iniciativa rebate as ações da gestão municipal de João Doria (PSDB), que vem promovendo uma série de políticas higienistas, como a remoção de moradores de rua e a retirada dos seus pertences. São Paulo tem cerca de 15 mil moradores de rua, de acordo com o último senso da população de rua, realizado em 2015.
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA

A Craco Resiste!

O coletivo desde o início de janeiro está fazendo vigílias para proteger a população que mora no território da Cracolândia, a fim de garantir a sua integridade, visto que durante a campanha eleitoral João Doria fez uma série de promessas que comprometiam o respeito à integridade das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade naquele local.
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
Entre as atividades, já aconteceram shows, saraus, rodas de capoeira, embelezamento e churrasco.
Apesar disso, a repressão foi inevitável. No último dia 18, a Polícia Militar realizou uma ofensiva com muita violência na região. Bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo, além de balas de borracha, foram atiradas contra os usuários.
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
Foto: Tuane Fernandes / Mídia NINJA
De acordo com a PM, a ação ocorreu em função de uma briga no 'fluxo', como é chamado o movimento de compra de crack. Já os ativistas da 'Craco Resiste' dizem que o conflito aconteceu após um soldado agredir uma mulher idosa, gerando revolta nas pessoas que estavam próximas.
https://ninja.oximity.com/article/Doria-toma-que-o-lixo-%C3%A9-teu-1
Share:

0 comentários:

Postar um comentário