5 de mai de 2017

18 anos depois, Justiça aceita denúncia contra trensalão tucano. -Editor- espera-se que não arquivem por decurso de prazo

18 anos depois, Justiça aceita denúncia contra trensalão tucano

Escrito por , Postado em Redação
(Fotos: Edson Lopes Jr/Fotos Públicas)
Justiça Federal aceita denúncia sobre trensalão paulista de 1999
SEX, 05/05/2017 – 11:10
Jornal GGN – É destaque na Folha de S. Paulo desta sexta-feira (5) que a Justiça Federal em São Paulo aceitou denúncia do procurador Rodrigo de Grandis sobre corrupção em obras da CPTM de 1999 e 2000, no governo do tucano Mário Covas. Para o processo sobre o esquema de corrupção que ficou conhecido como trensalão, o Ministério Público contou com dois delatores da Siemens que foram poupados na denúncia.
De acordo com o MP, o cartel que fraudou obras da linha 5 da CPTM foi formado por seis multinacionais (Siemens, Alstom, Daimler-Chrysler Rail, ADTranz, Mitsui e CAF). Os ex-diretores da Siemens Everton Rheinheimer e Jan-Malthe Hans Jochen Orthmann ficaram de fora da denúncia porque colaboraram com as apurações.
Os ex-presidentes da CPTM Olivier Hossepian Salles de Lima, suspeito de receber propina, e Mário Bandeira, investigado por violação da Lei de Licitações, também foram poupados. Isso porque receberam o benefício da prescrição.
Entram no rol dos réus os ex-diretores da CPTM João Roberto Zaniboni e Ademir Venâncio de Araújo, por corrupção e lavagem de dinheiro, quatro ex-executivos da Alstom (Paulo José de Carvalho Borges Júnior, Carlos Alberto Cardoso Almeida, Daniel Maurice Elie Huet e Isidro Ramon Fondevila Quionero); Ronaldo Cavalieri, da Siemens, e Masao Suzuki, ex-executivo da Mitsui, além do consultor Arthur Gomes Teixeira.
O MPF diz que o dinheiro da propina do esquema circulou por cinco países. “A obra do Metrô paulistano custou R$ 527 milhões em valores de 2002, quando foi concluído o primeiro trecho da linha 5. A propina que passou pelas empresas de consultoria corresponde a 5% do valor do contrato, de acordo com a denúncia do Ministério Público Federal”, destacou o jornal
http://www.ocafezinho.com/2017/05/05/18-anos-depois-justica-aceita-denuncia-contra-trensalao-tucano/
Share:

0 comentários:

Postar um comentário