10 de jun de 2017

Recordar é viver: Tasso Jereissati e o decoro parlamentar




Recordar é viver: Tasso Jereissati e o decoro parlamentar



Por Glauco Faria
"Presidente, o senador Renan Calheiros acabou de quebrar o decoro parlamentar me dirigindo com palavras de baixo calão. Eu peço que seja feita uma representação sobre isso". Era isso que bradava Tasso Jereissati (PSDB-CE) no lamentável imbróglio público no plenário do Senado, algo aliás cada vez mais recorrente na Casa. Ali, depois de alguns xingamentos, o senador tucano se colocava convenientemente na posição de vítima. Afinal, seu adversário havia usado um palavrão, para horror das senhoras católicas no recinto.
O processo de vitimização do nobre senador continuou na sexta, com uma "nota de solidariedade" do PSDB. Aliás, bastante curioso que um partido tenha que expressar solidariedade a um integrante tão bem aplicado. Hoje, estavam previstas mais manifestações de apreço em Fortaleza, da parte de empresários e prefeitos, que mostraram preocupação com a "crise de moralidade pública", ao mesmo tempo em que declararam publicamente apoio ao trabalho de Tasso no Senado.
Comovente ver tanto apoio a essa paladino da moral. Ainda mais quando se lembra que ele é o mesmo que chamou um colega de "boneca". Você se lembra? Se não, clique aqui. Pois é, parece que Jereissati acha um palavrão motivo de quebra de decoro parlamentar, mas não vê problema algum em lançar mão de ofensa homofóbica. Vai entender a moral de alguns…
http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2009/08/10/recordar_e_viver_tasso_jereissati_e_o_decoro_parlamentar/

Share:

0 comentários:

Postar um comentário