8 de jul de 2017

Fora Temer x Fica Temer: Tasso Jereissati e Aloysio Nunes vão se pegar de novo? -Editor - O Partido da Social DEMAGOGIA BrasileIra, além de GOLPISTA, ENTREGUISTA , vive do oportunismo das situações, para servir-se de situações, sejam elas quais forem, mesmo na DERRUBADA DA DEMOCRACIA, a qual GOLPEOU e QUER RE-GOLPEAR.

Fora Temer x Fica Temer: Tasso Jereissati e Aloysio Nunes vão se pegar de novo?

Indignado com a campanha que o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati, vem fazendo para o partido desembarcar do “governo” Temer, o “chanceler” Aloysio Nunes parte para cima do colega. Eles quase se pegaram a tapa, no governo FHC, entre gritos de “moleque comunista” e “safenado filho da puta”.

Pró-Temer desde tenra infância, o “chanceler” Aloysio Nunes reagiu com indignação contra o presidente de seu partido, o senador Tasso Jereissati, que vem defendendo abertamente que o PSDB deixe o governo Temer e que os ministros tucanos entreguem seus cargos – entre eles, claro, o próprio Nunes.
Nesta quinta-feira Jereissati afirmou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pode conduzir o país em uma transição até a próxima eleição presidencial, em 2018.
De Hamburgo, onde acompanha o Postiço na reunião do G-20, Nunes postou sua resposta nas redes sociais. “Do ponto de vista dos interesses do Brasil, não poderia haver ocasião mais inoportuna para os recentes ataques de dirigentes do PSDB ao presidente da República, quando ele representa nosso país na cúpula do G20”, escreveu. “Nem Lula nem Dilma tiveram esse tratamento de nossa parte quando éramos oposição.”
Segundo jornalistas que cobrem a viagem oficial, Nunes foi mais direto em conversas com aliados. “O que pretende Tasso com isso? Entregar o poder para o DEM?”.
Se tudo correr bem, o bate-boca entre os dois tucanos pode terminar em desforço físico. E não será a primeira vez.

O “safenado filho da puta” e o “moleque comunista” vão se enfrentar de novo?
No final de 2001 o então presidente Fernando Henrique organizou um jantar no Palácio da Alvorada com a cacicagem tucana para aparar as muitas arestas existentes contra José Serra, candidato in pectore de FHC para sucedê-lo nas eleições do ano seguinte. Convidou para o regabofe os governadores do Ceará, Tasso Jereissati, e do Pará, Almir Gabriel, e os ministros Pimenta da Veiga (Comunicações) e Aloysio Nunes (Justiça).
Os amuse gueule da chef Roberta Sudback ainda não tinham pousado sobre a toalha de linho branco que cobria a mesa quando Tasso, que alimentava o desejo de ser o candidato do partido a presidente, em 2002, queixou-se amargamente da campanha movida contra si pelos aliados de Serra. Aloysio tentou acalmá-lo e recebeu um imediato contravapor do governador do Ceará, dando início a este edificante diálogo:
– Aloysio, para mim você não precisa posar de estadista francês. Você diz que não toma partido na disputa com o Serra, mas vive plantando notinhas nas colunas de jornal a favor dele e contra mim. Isso é safadeza, é molecagem de comunista!
O ministro da Justiça pulou da cadeira:
– Me respeite que eu tenho história! Me respeite!
Tasso não se intimidou:
– Sua história? Sei bem qual é a sua história! Enquanto em 1994 eu fazia o diabo para eleger este aqui (apontando para FHC), você rodava o Brasil nos braços do Quércia…
Diante de um FHC perplexo, Aloysio Nunes partiu para cima:
– Você acha que eu tenho medo de coronel? Acha que tenho medo de você? Safado é você, seu safenado filho da puta! Não tenho medo de você. Você é um safenado de merda, se eu te der uma porrada você morre!
Graças à intervenção dos demais, os dois não chegaram ao pugilato, mas o jantar decididamente azedara.
Passados quase dezesseis anos, Aloysio e Tasso voltam a se estranhar. Por enquanto, apenas pelos jornais e redes sociais. Mas como Deus é pai e o sangue de Jesus tem poder, a Providência Divina haverá de colocá-los cara a cara de novo. Desta vez, esperamos todos, sem a interveniência da turma do deixa-disso.
http://www.nocaute.blog.br/brasil/fora-temer-x-fica-temer-tasso-jereissati-e-aloysio-nunes-vao-se-pegar-de-novo.html

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger