30 de jan de 2015

BRASIL PRECISA CRIAR CONDIÇÕES PARA PROMOVER AS ATRAÇÕES TURÍSTICAS E CULTURAIS, DIZ CNM- Confederaação Nacional dos Municipios



Criar condições adequadas para que as atrações turísticas e culturais brasileiras estejam entre o ranking dos destinos prediletos é o que precisa ser feito para que os visitantes que passam pelo país tenham o desejo de retornar. Para a CNM, o Brasil possui grande potencial para desenvolver o turismo cultural ainda pouco explorado, mas sem estrutura e planejamento o país terá dificuldades para atrair os turistas. 
Em meio a esse cenário, algumas exceções merecem destaque, como as cidades históricas que possuem exemplares da arquitetura civil e religiosa representativos da formação econômica e social do Brasil. Essas cidades têm uma infraestrutura turística consolidada, mesmo com os desafios contemporâneos impostos à preservação de núcleos urbanos históricos. Segundo a área da Cultura da CNM, o exemplo deve ser multiplicado entre outras regiões do país, principalmente nas cidades declaradas Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Também naquelas que são reconhecidas como Patrimônio Cultural Nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 


Para fortalecer o turismo cultural como indutor do desenvolvimento local, a Confederação realizou na Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios ,o Encontro Nacional das Cidades Históricas e Patrimônio Mundial.  Durante o evento, a entidade articulou a criação da Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM) e a Associação Brasileira das Cidades Históricas Turísticas (ABCHT), visando a implantação de políticas públicas integradas voltadas ao desenvolvimento das cidades históricas no Brasil. 
O trabalho cumpre as metas do Plano Nacional de Turismo. Ele também servirá para estimular setores essenciais à atividade – como preservação dos sítios históricos, infraestrutura, gastronomia, artesanato, hotelaria, agroindústria familiar, além da formação e qualificação técnica dos serviços prestados, incluindo a promoção e marketing do turismo cultural brasileiro. 
OuroPreto.orgEmpreendedorismo
A CNM ressalta ainda que para desenvolver o Turismo é preciso investir em receptividade, capital humano, inovação e empreendedorismo. Também deve-se estimular o interesse privado, desde que pautado pela sustentabilidade e o fomento do desenvolvimento local como contrapartidas à exploração turística. Ações coesas, do poder público e da iniciativa privadaajudam a difundir as atrações e contribuem com a geração de emprego, renda e inclusão social de forma permanente.

Diante dessa realidade, a CNM destaca que a Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016 têm atraído os olhos do mundo para o país. Mas, para que os turistas que esses eventos movimentam retornem, devem ser desenvolvidas ações integradas entre as três esferas, União, Estados e Municípios, com a colaboração de setores produtivos da cadeia do turismo e de instituições que tenham como missão estimular e difundir o turismo cultural.
Fonte: CNM
Álvaro Dalmagro - Assessor de Comunicação da AMUREL
Do Editor - Na de´cada de 70, quando iniciava ações em pról do desenvolvimento turistico dos municipios, participando de congressos da APM, sempre enfatizei a necesssidade de criação de mecansismos juridicos e politicas públicas especificas

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger