3 de jul de 2017

Grécia e Espanha têm maiores taxas de desemprego da UE; República Tcheca e Alemanha, as menores. -Editor- mais de 19 MILHÕES DE DESEMPREGADOS NOS 28 PAÍSES DA UE- UNIÃO EUROPÉIA. MUDAR O CAPITALISMO TROGLODITA É PRECISO. SE FAZ NECESSÁRIO E URGENTE A AMPLA REDISTRIBUIÇÃO DE RENDAS ADVINDA DO TRABALHO NO MUNDO.


Grécia e Espanha têm maiores taxas de desemprego da UE; República Tcheca e Alemanha, as menores

Em maio, desemprego na zona do euro ficou em 9,3% e, no conjunto da União Europeia, em 7,8%, equivalentes a 15 milhões de pessoas desempregadas nos 19 países da moeda comum e 19,1 milhões nos 28 países da UE
O Eurostat, escritório de estatísticas da União Europeia, afirmou nesta segunda-feira (03/07) que a taxa de desemprego da zona do euro permaneceu em 9,3% em maio em relação a abril, a mais baixa desde março de 2009, enquanto no conjunto da UE se manteve também sem variações em 7,8%, o menor número desde dezembro de 2008.
Estes dados equivalem a pouco mais de 15 milhões de pessoas desempregadas nos 19 países da zona do euro e 19,1 milhões de pessoas desempregadas nos 28 países da UE.
Segundo o Eurostat, as menores taxas de desemprego nacionais foram registradas na República Tcheca (3,0%), na Alemanha (3,9%) e em Malta (4,1%), enquanto as taxas mais altas foram observadas na Grécia (22,5% em março) e na Espanha (17,7%).
Reprodução / Conselho Europeu

Grécia tinha 22,5% de desempregados em março, e 46,6% entre pessoas com menos de 25 anos

Nove questões para entender os incêndios florestais em Portugal

Imagem do Brasil no exterior se deteriora rapidamente, diz fundação alemã ligada a partido de Merkel

UE impõe multa recorde à Google por abuso de mercado


Em termos interanuais, a taxa de desemprego caiu em todos os Estados-membros, com as maiores quedas registradas em Croácia (de 13,7% para 10,7%), Espanha (de 20,2% para 17,7%) e Irlanda (de 8,4% para 6,4%).
Em Portugal, a taxa de desemprego se manteve, pelo terceiro mês consecutivo, nos 9,8%, abaixo dos 11,2% do ano passado. A taxa de desemprego jovem foi, em maio, de 18,9% na zona euro e 16,9% na UE, também em queda em relação aos 21,3% e 19,0% do ano anterior, respectivamente.
A Alemanha (6,7%) registrou a menor taxa de desemprego entre pessoas com menos de 25 anos e a Grécia (46,6% em março), a Espanha (38,6%) e a Itália (37,0%) as mais altas. Em Portugal, o desemprego jovem foi de 24% em maio, abaixo dos 28,1% do ano anterior, mas acima dos 23,7% de abril.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © . ODTUR - Otavio Demasi: Turismo e Políticas Públicas - Posts · Comments
Theme Template by BTDesigner · Powered by Blogger